Adorável Sobrinha

1 vote

Como ja citado nos contos eróticos anteriores, as coisas entre eu e a sobrinha estava tudo baseado no tesão do nosso ultimo encontro.

Eu sempre esperando o momento de levar aquele tesão de sobrinha ao motel novamente pra ai sim descobrir tudo de maravilhoso que aquele cuzinho iria me proporcionar, porém toda vez que eu arrumava um jeito de sairmos ela arrumava uma desculpa dificultando as coisas.

Um dia qdo cheguei em casa ela estava conversando com minha esposa, (sua tia), fiquei tenso qdo ela disse a minha minha esposa que a melhor tia que ela tinha era ela pois foi ela que ensinou tudo que ela sabe da vida.

Pensei ela se arrependeu e ja era, jamais terei a chance de tê-la em minhas mãos novamente.

Decidi que não tocaria mais no assunto pois caso ela realmente tivesse se arrependido a minha insistência poderia causar um certo desconforto, pois sei que ela jamais diria a alguém o que tinha ocorrido entre nós, mas poderia sujar o meu lado dizendo que eu a estava assediando¬-a, assim ela limparia o lado dela e sujaria definitivamente o meu, nunca se sabe o que passa na cabeça das pessoas.

O tempo foi passando e em uma tarde de domingo fomos num churrasco na casa dela que como ja disse é do lado da minha, todos conversando numa boa, muita gente e de repente ela passa por mim e deixa sua mão com a parte externa esbarrar em meu pau por fora da bermuda, no momento pensei não isto foi acidental, porém qdo ela chegou um pouquinho mais distante do fato ocorrido ela olhou pra trás e deu uma risadinha muito safada, foi o suficiente pra que eu tivesse certeza que ela não tinha mudado de idéia, pronto minha paz acabou a partir deste momento.

Mais tarde qdo as pessoas começaram a se dispersar, fui abrir o portão pra que um tio dela tirasse o carro, ela chegou perto de mim e perguntou:

Tio vc parece ter esfriado sobre nosso lance?

Respondi a ela:

Bem outro dia ouvi vc dizer que adorava sua tia mais que as outras pois era ela que tinha te ensinado tudo e te dado os melhores conselhos até aqui, imaginei que vc tivesse sentido culpa e desistido do nosso lance, imaginei que não havia mais lance nenhum entre nós.

Ela disse, so não terá se vc não quiser pois como ela mesmo disse nunca devemos desistir daquilo que nos faz bem e que nos da prazer, e no momento eu quero e muito levar isto adiante.

Aproveitando perguntei, e então qdo daremos sequencia no que começamos, não paro de pensar um minuto sequer em conseguir o que vc me prometeu.

Esta semana tio, ja tenho tudo planejado, e olha que demorei muito pra planejar, é por isto que estava sempre desconversando qdo vc vinha com seus papinhos.

Na sexta feira todos daqui vão pra praia inclusive sua esposa e filha, vão ficar todos na casa que meu pai alugou, porém como vc estara trabalhando até sabado não poderá ir, eu tbm ia porém o (Adriano) (namorado dela) tbm irá trabalhar pois a fabrica convocou ele, mas o que todos não sabem é que ele vai viajar com o pessoal da fabrica e so volta na segunda, resolvi dizer aos meus pais que não vou pro litoral pra não deixar ele sozinho e que vou dormir na casa dele enquanto estiverem no litoral, assim teremos a noite de sexta, o sábado e o domingo até a tarde pra ficarmos juntos, o que vc acha do plano?

Achei maravilhoso, mas não tem riscos nenhum de seu namorado não viajar e ferrar tudo?

Não ela respondeu.

Ele viaja amanha (quinta) e so volta na segunda mas vem direto pra fabrica, vai estar em casa so depois do expediente.

Fiquei imaginando se realmente tudo se daria como planejado pois de repente minha esposa pudesse desistir uma vez que eu não iria, mas como ela adora praia e estaria junto com a família torci pra ela não ter dó de mim e ir curtir.

Quinta feira o namorando viajou pra Araraquara e na sexta qdo cheguei em casa so tinha um bilhete da esposa fazendo as recomendações do que tinha pra eu me virar nestes dias que ela estaria fora, tudo caminhava muito bem como a sobrinha planejou.

Cheguei do trabalho e fui pro banho, totalmente livre dentro de casa, deixei a porta do banheiro aberta, de repente ouvi o celular tocar, não sai pra atender pois estava com o corpo todo ensaboado, qdo sai vi que a ligação era dela, imediatamente liguei pois imaginei que ela estava em casa e eu queria começar tdo naquela hora.

Qdo atendeu me disse que estava no shopping dando sequencia ao plano que tinha montado, e que o passo seguinte era eu pega-la no shopping e que não teríamos hora pra voltar pra casa, rapidamente peguei o carro e sai rumo ao shopping, chegando la ela ja me esperava na saída, portava uma sacola na mão, entrou no carro e disse, tio me leva pro mesmo motel que fomos da ultima vez, tenho umas surpresas pra vc.

Obedeci a diva sem pestanejar, chegando la ela me deu um beijo e confiriu como estava meu pau por cima da calça, espero ele assim qdo sair do banho disse ela.

Quis entrar com ela e ela disse não, assim vc vai estragar a surpresa que tenho pra vc, levou contigo a sacola, passou uns 15 minutos e sai ela vestida de cinta liga de oncinha, calcinha fio dental tbm de oncinha e um salto acho que 15, como ela era baixinha sempre acostumei a vê-la pequenina, mas o que saiu daquele banheiro foi uma deusa, fiquei louco qdo a vi, fui pra cima dela e a beijei apertei ela todinha e disse o qto ela estava linda, eu disse que adorava uma mulher de cinta liga, fiquei ainda mais surpreso qdo ela me disse, eu sei tio, minha tia ja me disse isto qdo falávamos de sexo, na hora imaginei meu Deus como a cabeça das mulheres são capazes de armazenar tudo isto, numa simples conversa elas pegam dicas e colocam em ação, nem tive tempo de ter culpa uma vez que diretamente aquilo que estava me dando um dos maiores prazeres do mundo tinha sido dica da minha esposa, vcs tem noção de tudo isto?

Continuei a aperta-la e beijar, lamber seu pescoço e fui descendo, ela tremia toda, mas sempre me parando e tomando conta da situação, me empurrou pra uma cadeira que tinha próximo a nós e ficou desfilando e toda vez que ela virava o bumbum pro meu lado eu ficava maluco, ela é do tipo bunduda, aquele fio dental atolado no rego e aquela cinta liga linda contornando aquele corpo maravilhoso me deixava louco.

Parece que ela sabia que tudo o que estava fazendo so estava deixando meu pau mais duro, foi qdo ela veio se ajoelhou na minha frente e disse: Agora ele esta do jeito que eu quero, pegou uma bisnaga de leite condensado da bolsa, abriu e colocou na cabeça do meu pau, começou a lamber bem devagar ate engolir todo leite condensado, depois colocou o restante e continuou só que desta vez chupando ele ate encostar os lábios nas minhas bolas.

Depois pegou na bolsa um tubinho que eu nunca tinha visto e colocou aquele liquido meio grosso no meu pau massageando com as mãos, vi que ele ficou todo molhado e o liquido em contato com o calor do pau ficou lisinho e ai ela tirou a calcinha e colocou um pouco daquele liquido na mão esquerda, passou no seu reguinho e subiu na cadeira de frente pra mim, a visão era maravilhosa aquele salto que a deixava mais alta mesmo sentada quase em cima de mim.

Eu disse que queria chupa-la primeiro, ela disse vc vai ter a chance de fazer isto a noite toda, agora quero realizar a minha fantasia, fica quietinho que eu farei o que tem de ser feito, encostou seu cuzinho na cabeça do meu pau e veio de beijar na boca com o pau na portinha do cuzinho, qdo me beijou sentou se de uma vez e deu um enorme grito que até me assustou, ela ficou trêmula as pernas começaram a tremer, pensei que ela fosse desmaiar, ela paralisou por alguns instantes e qdo olhei no rosto dela os olhos saiam lágrimas, perguntei se tava tudo bem e ela disse que tava maravilhoso, porém muito melhor do que tudo que ela tinha imaginado, percebi que meu pau estava muito apertado naquele cuzinho mas não faria nada que viesse dar fim aquela sensação de prazer que eu tava sentindo.

Ficamos ali ela tomando conta da situação, ora fazia movimentos, ora ficava paradinha com meu pau dentro dela, apos uns 5 minutos ela começou a fazer movimentos repetidos e ficou uns 2 minutos nesta sequencia até que anunciou que ia gozar, eu que ja estava segurando a tempos gozei junto com ela, foi muito gostoso, qdo ela teve certeza que eu ja tinha enchido a com minha porra ela se lavantou e qdo meu pau saiu do seu cuzinho derramou muito esperma e ela caiu de boca no meu pau com tanta vontade que eu confesso que quase desmaiei de tanto prazer.

Ela engoliu cada gota que deu pra recuperar, em sequencia pegou na minha mão e disse vamos tomar um banho juntos, vem.

No banho indaguei porque ela não me deixou chupa-la antes pois deixaria ela mais relaxada para o sexo anal, pois é assim que faço com sua tia qdo fazemos anal.

Ela me disse que o sonho dela era ser penetrada com violência como se estivesse sendo estuprada a força por alguém que não a permitisse reagir, e que não me pediria pra fazer isto com ela pois sabia que eu não faria do jeito que ela queria, assim decidiu que seria desta forma e que não se arrependia pois se sentia realizada, pois se mantinha virgem ate agora porque queria que fosse assim.

Não entendi bem, mas era a fantasia dela, portanto eu não poderia jamais julga-la.

Depois do banho tomamos uma cerveja pra relaxar e começamos a nos beijar, depois ela começou acariciar meu pau que ja estava pronto novamente e dai parou e disse, tio não vou te deixar na mão, vou me vestir novamente do jeito que vc gosta, vestiu a cinta liga e começou a me chupar de frente deixando propositalmente aquela visão das costas e a bunda e o pior ficou numa posição que eu via ela toda pelo espelho, que coisa maravilhosa, depois implorei pra ela virar e começamos num 69 maravilhoso, depois ela sentou em meu colo de frente pra mim e penetrei ela naquela linda bucetinha, depois disse que queria que eu a comece de 4, qdo enterrei o cacete na bucetinha dela, ela gemia e dizia, come a sobrinha titio, faça dela a sua putinha, coma bem gostoso sua putinha vai.

Depois fomos pra casa e ela dormiu comigo na cama que durmo com a tia dela, trepamos mais umas vezes e de manha fui pro trabalho, ela se levantou e foi pra casa dela, disse que iria dormir até qdo eu voltasse.

Qdo cheguei por volta das 15 hs ela ja tinha feito almoço e me chamou pra almoçar com ela, almoçamos e ficamos vendo filme no sofá, de vez em qdo nos beijávamos e eu dava umas passadas de mão nela, qdo escureceu tomamos um banho juntos e fomos pra cama, transamos a noite toda de todas as posições possíveis e caímos no sono, no domingo acordamos por volta das 10 da manha e tomamos café, depois ficamos até la pelas 4 da tarde transando e curtindo, ate que chegou a hora de acabar com tudo aquilo e voltar a vida normal.

Tudo aconteceu como ela planejou, o namorado nem sonhou o que aconteceu, seus pais muito menos e minha esposa chegou cheia de preocupação se eu tinha me virado bem na sua ausência, disse a ela que aproveitei pra dormir bastante pois estava bem cansado da semana, fiquei mega feliz qdo ela disse que não teria como fazer sexo naquela noite pois estava se sentindo mal de tanto calor que estava fazendo na praia, amei a ideia rsrrsr.

Hoje a sobrinha esta casada e tem duas filhas, mas de vez em qdo damos nossas escapadas, porém sempre em motéis pois perdemos a coragem de viver perigosamente, ela disse que nunca da o cuzinho ao marido pois este sempre irá pertencer aquele que realizou sua fantasia.


  • conto 4 meses atrás
  • Categorias: Incesto

Contos de Sexo Relacionados

  • Incesto 11 meses atrás

    Comendo a buceta da irmã

    Bom meu conto e verídico e aconteceu a mais ou menos um ano e meio pela primeira vez, eu e minha irmã costumávamos sair pra conversar. Um certo dia chamei ela pra ir ao lago da cidade comigo, era noite chegamos por...

    LER CONTO
  • Incesto 2 anos atrás

    Sobrinho safado me comeu

    Meu nome é Leila(*) tenho 36 anos casada, tenho corpo normal, seios médios, bunda grande, meio gordinha, mas chamo atenção. Eu e meu marido vivemos bem, bom relacionamento, sexo muito bom, nunca tive outro homem e...

    LER CONTO
  • Incesto 1 ano atrás

    Mãe e filho transando

    Com essa situação causada pelo coronavírus, a maioria das pessoas entraram em recesso, causando um impacto psicológico, levando as pessoas a tomarem atitudes extremas. Um garoto normal que mora com a mãe, uma...

    LER CONTO
  • Incesto 2 anos atrás

    Comi minha tia no motel

    Olá boa tarde, irei criar nomes fictícios para estes contos. Me chamo Pablo, tenho 24 anos. Minha tia Jane tem 30 anos e tivemos um caso! Como tudo começou.... Em uma certa noite estava publicando fotos no meu...

    LER CONTO
  • Incesto 2 anos atrás

    Sexo com prima – Transa no Verão

    Há alguns dias atrás, começamos o ano, na primeira rapidinha do ano, mas foi apenas um aquecimento para a Transa (Com T maiúsculo) ocorrida dias depois. Em virtude de nossos relacionamentos, ficamos apenas...

    LER CONTO
  • Incesto 3 semanas atrás

    Comi minha tia evangélica coroa

    Olá, me chamo Humberto(*) tenho 30 anos, solteiro... Esse conto é de algo que ocorreu alguns anos atrás, com minha tia Cristina(*). Minha tia é Evangélica de uns 50 anos bem enxuta, fervorosa, fiel ao marido,...

    LER CONTO

Deixe seu comentário