Esposa me faz e corninho com rapaz do presídio

2 votes

Meu nome é Wesley(*), sou casado com Tereza(*), sempre cumpri meu papel de Corno manso direitinho. A três anos ele arrumou amante no presídio de nossa cidade. Tudo começou com visitas a um amigo de infância de minha esposa e sua prima, elas começaram a visitar ele e lá minha esposa conheceu um dos colegas de cela dele, um rapaz chamado Paulo(*).

Corninho manso que sou

Minha esposa em uma das visitas foi conhecer a cela e chegando até lá está o Paulo só de cueca deitado na cama com um certo volume à vista. Minha esposa ficou olhando então ele disse: estou aqui a três anos sem mulher, ela foi até ele e começou a punhetar logo ele pediu para ela chupar bem gostoso.

Mas ele não aguentou e gozou na boca dela, mas não amoleceu o cacete e logo colocou ela deitada na posição de papai e mamãe durante uns vinte minutos e gozou dentro da minha putinha. Desse dia em diante ela passou a ser a puta dele e ir como se fosse sua esposa nas visitas íntimas.

Tinha visitas quê eles passavam todo horário de visita trepando, ela chegava em casa toda arrombada pois ele tinha um cacete de 23cm. Ainda falta 2 anos pra ele sair e quando ele sair vai morar em um quitinete que temos pertinho da nossa casa. E já temos um trabalho de entregador para ele.

Assim minha esposa vai ter sempre a oportunidade de ir trepar com seu amante roludo a vontade sem preocupações, pois da minha parte está tudo certo sou um corno manso.

(*) Nomes fictícios para preservar  identidade dos envolvidos.

Contos de Sexo Relacionados

Deixe seu comentário

error: Content is protected !!