Eu, ela, um amigo e um sítio para muito sexo

2 votes

Casados a cerca de 10 anos, sempre tivemos uma vida sexual intensa.

Nos últimos tempos, estimulados por tanta coisa na internet, começamos a fantasiar o ménage, a troca de casal, o exibicionismos e coisas assim. O tesao era grande, falamos bobagens, e imaginávamos as maiores loucuras com a participação de amigos e desconhecidos.

Um amigo meu, em especial, eu sabia que não saía da cabeça da minha esposa. Ela dizia que já haviam dito a ela que ele era muito bem dotado, e que a esposa não gostava muito do “rala e rola”. Isto a deixava louca, sempre fantasiando estar dando pra min e pra ele juntos.

Imaginar chupar o pau dele então, a fazia gozar demais.

Certo sábado, esse amigo me liga chamando pra ir passar a tarde no sítio dele com minha família. Não animei muito até ele contar que a esposa havia viajado e ele estaria sozinho lá. A imaginação foi longe e resolvi chamar minha esposa.

Disse a ela o que havia acontecido e que fiquei com vontade de ir para a gente se divertir deixando-o louco de tesao por ela. Sensualizando e se exibindo.

Ela topou na hora, mas na condição de que seria só exibições e sensualismo, sem nada chegar as vias de fato. Concordei já com a rola dura.

Pedi a ela que levasse um certo biquíni rosa, que parece sem forro, e que ela fosse vestida com algo bem largo sem nada por baixo para que pudéssemos ver seu lindos seios turbinados.

Ela ficou louquinha. Tivemos que dar uma trepada antes de ir só imaginando e planejando a tarde.

Loucura, loucura…

No carro no caminho, o tesão e a ansiedade nos deixava excitados o tempo inteiro.

Ela estava linda com um vestidinho branco, de pano fino e bem decotado, que deixava os bicos dos seus peitos praticamente a mostra e o bumbum mais arrebitado ainda. Quando se abaixava, olhando por frente se via facilmente seus peitos e por traz toda sua xaninha lisinha e depilada.

Eu, minha esposa e o amigo no sitio com novas aventuras sexuais

Chegamos e ela já saiu do carro e foi ao encontro do amigo, que perguntou por nossos filhos. Ela, ainda abraçada com ele (imaginei os peitinhos dela encostados e roçando nele), explicou que seríamos só nós e que já estava com muito calor e sede de uma gelada.

Cheguei perto, cumprimentei-o também e rumamos juntos para o anexo gourmet.

Sentamos em uma mesa redonda, ela entre nós e toda safadinha, já deixando a gente louco com seus peitinhos. Que delícia ver ele conversando e tentando disfarçar o olhar… e ela super animada e excitada como comprovei com o dedo.

Ficamos ali alguns bons 20 minutos jogando conversa fora, bebendo cervejas, shots de tequila e rindo muito, falando bobagens e sempre com pitadas sexuais.

“Hummm, fazer amor aqui neste anexo deve ser uma delícia” perguntou ela a ele.

“deve ser mesmo, mas a minha esposa não toparia nunca”, respondeu ele confirmando o que minha esposa sabia sobre nossa amiga.

“mesmo ??? Pois eu faria loucuras aqui”, disse minha esposa com um sorrisinho que fez o meu pau dar seta e com certeza o do nosso amigo também.

Minha esposa então resolveu pegar um sol (que as 15 já não era tão forte) e disse que iria colocar o biquíni (o rosa, Que tesão!!)

Pegou sua bolsa no chão e quando levantou-se o bico do peito estava pra fora do vestido. Quase nos matou andando assim rumo ao vestiário.

Deliciosa.

Percebi meu amigo já sem jeito com tudo aquilo mas, já animadinho com as “biritas” na cabeça, disse brincando com ela pra não demorar pois ficar ali só comigo era um saco.

Rimos e ela foi.

De repente, ela me aparece como uma Deusa no biquíni rosa todo enfiadinho e demarcando certinho seus lábios depilados, com as mãos nos seios e a parte de cima desamarrada, me pedindo para amarrar pra ela.

Parou entre nós, de frente pra ele, para que eu amarrasse. Fiz questão de demorar um pouco, só vendo a cara de nosso amigo quase babando de tesao. Acho até que iniciou uma ereção. Ela estava deliciosa e ajustando a parte de cima enquanto eu amarrava deixou-o despistadamente ver seus biquinhos (me contou depois) Como ela estava safada !

Nos chamou e rumou para a piscina, o que foi totalmente acompanhada por nossos olhares.

“Ê amigo, como sua mulher está bem. Homem de sorte.” Brincou ele comigo.

“Cara, é mesmo. E o melhor é que ela é uma delícia na cama. Quanto mais passa o tempo, mais ela se solta e me deixa louco, falando loucuras e fazendo fantasias.” disse eu num ímpeto de coragem e tesão que nunca tinha sentido.

“Mesmo ?? Não imagina isso dela. Você tem mais sorte ainda então kkkk” disse nosso amigo rindo e com os olhos vidrados nela que neste momento deitou de bumbum pra cima em uma espreguiçadeira a beira de piscina.

Que visão. Ela estava linda e gostosa como nunca. Com certeza empinava o bumbum pra nos deixar ainda mais famintos.

Fomos pra perto dela e nos sentamos em cadeiras da mesa ao lado. Nosso amigos logo foi até ela é levou um shot de tequila que ela bebeu ainda de costas, deixando escorrer um pouco pela boca, pescoço e peitos.

Alguns minutos ali, animadíssimos, rindo bastante, falando sobre sexo que deixava o clima super sensual, e a ela então desamarra a parte superior do biquíni e me pede para passar protetor nas suas costas.

“Mas meu bem, você sabe que me da alergia (menti). O amigo pode fazer isto ?” Perguntei

“Claro que pode. Passa, por favor?” Disse ela.

“Uai… sem problemas mas não sei bem como faz” disse ele se levantando e indo até a espreguiçadeira, sentando na beirada.

“É só você colocar na pele e esparramar bem homogêneo por toda parte.” Explicou ela, me dando uma olhadinha com risinho de quem estava nas alturas.

Ele então colocou o produto por toda as costas dela, tampou e começou lentamente a esparramar com as duas mãos (que ela sempre disse que davam arrepios nela, tão grande era e com dedos grossos), fazendo movimentos circulares e ora deslizando nas laterais do corpo bem perto dos seios dela, espremidos na espreguiçadeira.

“Aí que delícia… hummmm. Não para não”, disse ela como se estivesse falando para ele não parar de comê-la. E até dando uma reboladinha encostando nos cutuvelos dele.

“Pronto” disse ele após alguns minutos.

“Não ué, tem que passar no bumbum e nas pernas também por favor.” Disse ela a ele que respondeu:

“Mas aí o meu marido achará ruim.”

Rindo eu disse então que não tinha problema. Que ela precisava e que ele poderia fazer sem problemas o serviço para o qual eu ainda ia dar uma cerveja a ele.

Neste momento dei até uma tremida. Deu rapidamente um sentimento de medo, arrependimento e de “Corno”. Mas deixei o tesao falar mais alto, e vendo a olhadinha que ela me deu, vi que fiz o certo.

Ele novamente colocou o produto nela e suavemente começou a esparramar, esfregar, agora com um pouco mais de ousadia, passando os dedos no rego dela e descendo do bumbum para as coxas por traz, com certeza deixando esbarrar na xaninha dela.

Uau ! Que tesao ver aquilo. Meu pau duro como pedra e meu amigo ali, a um metro de min passando as mãos na minha esposa, e se deliciando com toda a gostosura dela que dava uns sussurrinhos de prazer lentamente balançando o bumbum e com um sorrisinho no rosto que deixava qualquer um maluco. Imagino ele.

Terminado o serviço o amigo se levantou e rapidamente se virou pra min meio sem graça. Estava com uma super ereção, mostrando que realmente era bem dotado.

“Bem, olha o que você fez ?? Levantou difunto.” Falei rindo apontando para o short dele.

Ela olhou, levantou o tronco um pouco da espreguiçadeira, o que mostrou seus peitinho, e disse com os olhos fixos no caralho dele:

“Meu Deus… que delícia ?? Isso é de verdade ???? Não pode…

Rindo, ele pediu desculpas, dizendo que não teve como se controlar pois ela está muito bem.

“Gostosa” eu disse rindo e bebendo.

“É… já que não tem problema, amigo ela está é muito gostosa” disse rindo olhando pra ela que já estava amarrando o biquíni e também rindo.

“Gostoso parece ser é você, com este mastro enorme que tem aí, ou que parece que tem né ?! Falou ela se levantando e entrando na piscina pela escadinha.

“Claro que eu tenho ué ?! Tá achando que é de mentira ? Respondeu rindo.

“Se o meu marido deixar eu vou querer ver sim kkkk. Deixa só entrar na água aqui pra baixar um pouco o fogo que estou” disse ela, mergulhando.

Eu rindo, disse ao meu amigo que ele ia ter que mostrar. “Coisa difícil” falou o amigo mas já com o pau murcho e levando para o lado da brincadeira.

“Vamos brindar a ela então, meu amigo, que me da tanto prazer e vai te fazer bater uma boa punheta hoje” falei em gargalhadas sendo acompanhado por ele e batendo as garrafas.

“Porque ? Eu não posso bater está punheta pra ele ? Assustadoramente disse ela lá de dentro da piscina, com um sorrisinho safado no rosto e se direcionando para a escadinha.

Fiquei por segundo perplexo, afinal, foi a condição dela que não chegaríamos a nada de fato. Será que o tesao e a curiosidade foi maior, assim como o pau dele ? Kkk

Será que devia deixar ? O que falar ??

Sem jeito, mostrei a ela que ele já estava de pau murcho e que só se ela fizesse ele subir de novo para poder ver e punheta-lo.

Rimos eu, ela e ele.

Meu amigo com cara de assustado, olhou pra min e perguntou se eu estava dizendo mesmo a verdade. Aliás, completou, se nós dois estávamos dizendo a verdade e ele iria receber uma punhetinha dela realmente.

“Se seu pau ficar duro pra ela de novo, se ela realmente quiser e você prometer sigilo, eu acho que vai ser legal ver isto”.

Nisso ela sai da piscina. O biquíni rosa sem forro, estava mostrando tudo, bem enfiadinho embaixo e transparente encima.

Deliciosa ela vem se aproximando e diz que se eu deixar, ela iria fazer o pau dele, (que como eu estava sentado na cadeira) crescer e ficar duro pra ela bater uma punhetinha pra nós dois.

Que loucura! Que tesao! Minha esposa ali, gostosa, deliciosa, totalmente safada e me pedindo pra bater punheta pra outro macho na minha frente.

“Deixa amor” disse com biquinho.

Olhei e o pau dele começava a se levantar só de olhar e ver ela dizendo isto.

“Olha, como o pauzao dele já está ficando ? Deixa eu brincar um pouquinho vai ?? O amigo merece. A minha esposa anda meio desanimada de sexo e eu com muito tesao … “ falou olhando pro pau dele e dando um gole na cerveja.

O amigo então numa atitude inusitada, passou a mão na coxa dela e disse ela pra pegar o pau dele pra ver se era de mentira. Disse que ja estava em ponto de bala e eu havia dito que se ficasse duro novamente, ela poderia pegar.

Ela me deu uma olhada e eu balancei a cabeça conscentindo.

Ela então chegou mais um pouco perto e com um sorrisinho se abaixo e pegou na rola dele por cima do short, soltando um suspiro, assim como ele que agora alisou o bumbum dela.

Eu já com a rola na mão, observei ele chegar com a mão na xaninha dela, e acariciá-la sobre o biquíni. Ela deu uma pequena abertura nas pernas e começou a punheta-lo ainda dentro do shorts.

Ele tirou a mão dela e abaixou rapidamente o shorts mostrando a rola grossa e grande completamente dura pra ela.

“Pega pra ver se é de mentira”.

“Uau !!! Que delícia de pau. E que dedo hein ?! Disse ela referindo-se ao dedo dele que novamente acariciava sua xaninha com o biquíni afastado.

Iniciou uma punheta pra ele, pegando o pau na base e subindo até a cabeça. Meu amigo sentado e ela ainda de pé na frente dele, toda gostosa. Aproximei um pouquinho e soltei a parte de cima do biquíni.

Ele sussurrando elogiou os peitos dela dizendo que sempre teve tara neles. Ela, disse que sonhava com o dedo dele nela.

E eu na punheta ao lado só olhando.

Ela então, ajoelhou-se no meio de nós e começou a bater punheta simultaneamente.

O tesao era enorme. Exalava.

Ela baixou a cabeça e chupou meu cacete enquanto o masturbava.

Que delícia. Ela chupa muito gostoso.

Meu amigo vendo, falou que também queria uma chupadinha. Mas ela, fazendo sinal negativo com o dedo disse não. Tirou a boca e falou que seria só a punheta desta vez. Talvez em uma outra ocasião…

Eu já não dizia nada.

Ela se virou e entrou entre as cadeiras, trocando os cacetes de mão e possibilitando que eu e ele pudéssemos brincar com sua xaninha e peitos.

“Aí … hum … vou gozar na mão de vocês. Gostosos “ dizia.

A xaninha dela estava molhada demais e meu dedo as vezes no cuzinho, via e sentia que ela estava metendo no dedo dele, em movimentos frenéticos de vai e vem no dedo que mais parece uma pica.

O bumbum delicioso rebolando, batendo punheta pra nós dois e gemendo bem gostoso ..

Ela não tirava os olhos da pica dele. Batia pra min também, mas os olhos era só pra dele.

Eu disse então, em brincadeira, que ela estava vidrada. Ela respondeu que não sabe como estava se aguentando pra não passar pra cima e dar pra ele.

Disse q se ela quisesse, podia. Mas ela novamente disse que queria em outra vez.

Meu amigo louco, dizia por que não hoje ??? Vem vem

Tentava levar a cabeça dela no pau. Mas ela ia e voltava sem encostar deixando-o ainda mais doido

Falei que ele não podia mas eu sim. Levantei-a e Coloquei-a no meu colo, no meu cacete.

Ela suspirou olhou pra cima e novamente pegou a rola do amigo pra bater punheta enquanto subia e descia na minha pica.

Ele agora passava as mãos pelos peitos dela e dava o dedo pra ela chupar.

“Nossa… como você chupa gostoso. Vem chupar meu pau.” Pedia.

Mas ela se negava, dizendo estar adorando a punheta.

Ele então disse que iria gozar. Ela pediu pra ele gozar bem gostoso …

“Goza pra min pauzudo”

Metendo em min e batendo pra ele.

Ele deu uma gozada épica, o que a fez gozar muito também me galopando. Voou esperma longe no braço dela que diminuiu a frequência enquanto ele se contorcia.

Gozei também. Puxei-a forte e enchi sua xana de porra com estocadas fortes.

Ficamos assim uns segundinhos, até que ela se abaixou e chupou o pau dele para limpa-lo dizendo que não resistiu a não levar o gosto da pica dele na boca.

Que delícia e que loucura.

Depois conto o que mais rolou neste dia.


Contos de Sexo Relacionados

2 comentários para “Eu, ela, um amigo e um sítio para muito sexo

  1. Gerson • 22 de novembro de 2021

    Eu não teria essa coragem de deixar outro cara comer minha mulher, agora fazer uma suruba com casal desconhecido faço tranquilo…

  2. A • 5 de dezembro de 2021

    Eu já deixo sexso foi feito pra fazer quanto mais melhor faria de tudo a três

Deixe seu comentário