Sexo diferente na casa de swing

1 vote

Eu me chamo Vitor (*), 37 anos (branco, 1,75 cm, 80kg, corpo simples) e minha esposa Bianca(*) de 29 anos (branca, 1,65 cabelos preto, corpinho muito bonito). Somos casados há cinco anos e gostamos muito de sexo, sempre estamos inovando alguma coisa legal, de vez em quando assistimos alguns filmes oque nos deixa muito excitados.

Uma vez entramos em um site de sexshop e compramos algumas coisinhas para apimentar nosso sexo, entre elas um pênis com vibro e alguns gels lubrificantes. Quando chegou os produtos ficamos ansiosos para usar.

Na primeira vez que fomos usar o Pênis-vibro Bianca ficou com medo pois nunca tinha brincado com algo assim, então com jeitinho peguei aquele pênis-vibro passei bastante gel e fiquei brincando enfiar em sua bucetinha até que quando viu já estava todinho dentro dela vibrando no máximo, Bianca gozou gostoso com aquele brinquedo novo.

Passamos então a fazer DP (dupla penetração) utilizando nosso brinquedo, Bianca adorou nossas novas brincadeiras. Ate que um dia estávamos de férias em uma capital e eu tive a ideia de chama-la para irmos conhecer uma casa de swing, Ela gostou da ideia, mas disse que só iriamos se fosse para conhecer… Lógico eu disse, pelo que sei ninguém é obrigado a ficar com ninguém. Então procuramos pelos sites de casas de swinguer que havia naquela cidade, havia apenas duas e optamos por uma que parecia ser de bom nível .

O dia chegou e nos vestimos para ir, Bianca colocou um vestido curto colado ao corpo com um decote, super sexy, na frente e ainda uma sandália de salto fino, estava uma gatinha. Fomos então, confesso que sentia um frio por dentro e conversando com Bianca me disse que também estava super tensa.

Ao chegarmos de cara gostamos da fachada bonita e de cara o bom atendimento que recebemos na entrada. Contamos que era nossa primeira vez num local destes e a atendente super educada nos explicou as regras da casa.
Ao entrarmos tinha poucas pessoas, então pegamos uma mesinha para sentar e tomarmos algo para nos relaxar… o tempo foi passando e a casa foi ficando cheia. Ficamos assistindo as apresentações de dança sexy e a observarmos aos casais que iam chegando.

Ficamos ali na mesinha por umas duas horas, e depois de tomarmos boas doses, resolvemos dar uma volta pela boate e conhecer os ambientes (cada um mais legal que o outro), tinha poucas pessoas por ali, apenas alguns casais espalhados. Estávamos meio que perdidos então voltamos para o bar .

No tardar da noite depois de vários shows, notamos que os casais iam subindo pro andar de cima onde ficam as salas e cabines . Foi quando eu disse…
-vamos lá novamente para ver o que ta rolando.

Conhecendo o sexo na casa de swing

Bianca sorriu e se animou em ir ver…. sua mão suava e apertava a minha… podia nitidamente sentir seu nervosismo. Foi quando então vimos um pessoal olhando por um vidro um casal transando loucamente, aproximamos e ficamos olhando também. Eu e Bianca já ficamos excitados em ver aquela cena.

Continuamos andando pela boate e ir nos outros ambientes, tinha uma sala toda escura onde praticamente pouco se via as pessoas, esta sala era de toque, onde ao entrar as pessoas ali tocavam quem ia passando. Perguntei Bianca, vamos entrar ? Ela balançou a cabeça disse: não, a gente veio aqui só pra conhecer. Não quis insistir e fomos olhar mais, até que encontramos uma suíte com as portas abertas onde tinha uma mulher morena muito bonita com dois homens, ela estava de quatro na cama enquanto um metia por trás o outro era chupado por ela. Fiquei louco de tesão, olhava para Bianca e ela sorria e notei que estava com tesão também. Aquilo foi mexendo com a gente. Saímos dali de ela me disse: vamos voltar lá naquela sala de toque? Eu disse: Topo!

Entramos naquela salinha escura e nada … até que após um tempinho comecei a sentir passadas de mãos tanto em mim como em Bianca, perguntei: estão te tocando ? Ela disse: sim. Confesso que me deu um ciúme e um tesão ao mesmo tempo, mas estava gostando dessa novidade. Foi quando puxei ela e comecei a beija-la naquele escuro, enquanto isso sentia uma mão acariciando a bunda de Bianca. Meu pau ficou latejando de tesão, foi quando tirei ela dali e disse: vamos procurar uma salinha pra nos .

Deparei com uma salinha vazia do Glory hole, entramos ele levantei o vestidinho da Bianca e fui caindo de boca em sua bucetinha que estava molhadinha. Ela então começou a me chupar … meu pau estava duro e latejando… coloquei ela de quatro ali naquela salinha e comecei a foder gostoso, quando de repente hum homem coloca o pau ali no buraco. Bianca ficou olhando aquele pau enquanto eu metia nela, foi quando eu disse baixinho: pega nele, pega! Bianca ficou sem jeito, ai eu peguei em sua mão e direcionei para que pode-se pegar.

Bianca ficou ali de quatro para mim e batendo uma naquela pica. Parei de foder e fiquei ali olhando ela batendo uma, então ela fez um sinal que ia chupar e olhou para mim…. eu fiz um gesto de aprovação. Bianca então começou a chupar carinhosamente aquela pica. “Gente… que tesão… eque ciúmes”. Que sensação misteriosa e gostosa de sentir vendo aquilo .

De repente o cara tirou a pica dali e não voltou (acho que ele estava segurando para não gozar ), continuei então a foder Bianca, e novamente apareceu uma outra pica ali no buraco, desta vez uma pica bem maior que a outra. Bianca já foi segurando e chupando mau cabia em sua boca… Sussurrei em seu ouvido: vamos fazer como fazemos com nosso brinquedinho lá de casa ?

Bianca começou a rir, sinal de que gostou da ideia. Então eu falei alto para o rapaz do outro lado escutar: “camisinha”.

Rapidamente apareceu aquela enorme pica encapada… acabei tirando a calcinha de Bianca, ergui seu vestidinho e a encurvei de costas para o buraco e com uma das minhas mão abria sua bundinha branca para facilitar a entrada daquela pica. Bianca então soltou um grito: Aaaaiiiiiiiiiiii….. puta que pariuuuu……. Estava claro que a pica havia entrado com gosto. fiquei ali segurando as duas mãos de Bianca enquanto ela estava encurvada e se acostumando com o tamanho.

Notei que começou com os movimentos leves e frequentes… e Bianca dizia: Aiiiii … aiiii…. que delícia…. hummmm ….. Aiiiiiiii… Tá gostosooooo….

Após alguns minutos começou as bombadas fortes e ela foi se soltando cada vez mais e começou a pedir e voz alta…. Fodeeee…Fodeeeeee….. Vaiiiii Vaiiiiiiii….. Mais forte….. Vaiiiiii….. foi quando coloquei o meu pau na boca de Bianca e ela gemia com a boca cheia…. e novamente… eu digo aqui a vocês : Gente que tesão… que mistura de ciumes com excitação, vendo aquela bundinha batendo na parede recebendo pica e eu sendo gostosamente chupado…. ahhhhh que delícia!

Não aquentei muito tempo e gozei na boca dela, e ela ainda recebendo as estocadas por um bom tempinho, quando de repente o cara tira a pica e a camisinha coloca a pica no buraco sem camisinha, Bianca então se ajoelha diante da pica começa a bater quando o cara goza um farto jato nos peitos de Bianca. Confesso que meu tesão foi a mil vendo aquela cena.

Olhei para Bianca e disse: Que loucura !!! nem acredito…. e começamos a rir….

Nos recompomos saímos dali, e fomos mais uma vez ao bar, bebemos mais um pouco e fomos embora para casa.

Estamos ansiosos para voltar, e na próxima queremos nas salas abertas para fazermos um ménage com DP.

Assim termina meu conto verídico. Espero que tenham gostado.

(*) Nome fictício para preservar a identidade dos envolvidos.

Contos de Sexo Relacionados

Deixe seu comentário

error: Content is protected !!