Virei amante da colega de trabalho

1 vote

Bom vamos la… vou me identificar como Juan(*), o conto de agora é verdadeiro e ainda está acontecendo.

Tenho 30 anos, sou moreno ,, nao forte, mas corpo definido, olhos castanhos, 1,68 de altura. Ela vou chamar de Milena (*), morena , mesma altura que a minha, cabelos cacheados, morena gostosa, bundao, peitão enorme mesmo. Ela é casada, eu a conheci no meu serviço, logo de cara me encantei com ela. Foi meia seca mas não me intimidei, como ela trabalhava perto de mim então sempre nos víamos e fomos conversando e pegamos mais intimidade, trocamos WhatsApp e começamos a conversar, intimidade liberdades etc.

Um dia a encontrei indo pra casa e fui ao encontro dela, paramos para conversar e risadas, papo legal, na horas de ir embora dei um beijo nela ela gostou, retribuiu o beijo, fomos embora cada um pra sua casa.

No outro dia foi um pouco estranho, nao falamos muito mas depois no outro dia voltamos a nos falar e dai então sempre estávamos juntos, almoçando, indo embora etc. E sempre ficando nos beijando muito, nisso acabei conhecendo o marido dela, diferente de muitos casais eles nao tem um relacionamento aberto mas são tranquilos em relação a amizade de ambos (nao proíbem ambos de conversar ter amizade etc) então conheci ele mas tbm nao liguei muito, continuei mesmo conversando com ela e ficando com ela.

Comi a colega do trabalho e virei seu amante

Tempo vai, combinamos de ir no motel e ate o dia chegar ficamos muito empolgados e também cheio de incertezas, medo, mas o tesão falou mais alto, ate que chegou dia, nos encontramos próximo ao serviço e fomos.

Chegando la estávamos só eu e ela num quarto, sem ninguém próximo, sem ninguém vendo e ali comecei beijar ela devagar, meu pau já tava duro que chega pulsava. Tirei minha camisa e calça fiquei de cueca e aquele tesão, pau estralando encostei nela, ela sentiu, deitei ela na cama e tirei a blusa dela, fui beijando pescoço e cheguei naqueles peitão enormes. Comecei a beijar, chupar, chupei parecia que nunca tinha chupado um peito aqueles peitão grande firme instável, que delicia de peitão.

Fomos nos beijando, eu me esfregando nela, tirei a calça dela, ela ficou so de calcinha. Peguei bala halls e comecei a beijar a coxa dela, fui subindo e coloquei a calcinha pro lado comecei chupar a Buceta dela, passava língua, ela se contorcendo na cama enfiava o dedo e continuava chupando sentindo gosto daquela buceta gostosa, só aquele melzinho quente que ela me puxou pra cima começou a chupar meu pau, que boquete gostoso! Engolia tudo, chupava, lambia, depois colocou a camisinha.

Deitou com as pernas no meu ombro comecei roçar o pau com camisinha na buceta dela ate que enfiei meti uns dois minutos no máximo e tirei a camisinha, tava muito ruim, entao começamos a meter no pelo. Que delicia, sensação gostosa comendo A Mulher de outro sem camisinha.

Comi ela, ela gemendo muito, me apertava, eu segurava aqueles peitão balançando, chupava, metia, depois ela veio sentando em cima e então coloco ela d4 a melhor visão, que delicia! Metendo, ela gemendo e pedindo minha rola.

Ela gozou e paramos, conversamos, nos abraçamos e depois fui pra cima de novo, metendo gostoso, aquele sexo pegado, abraçados, ate que no fim eu gozei, mas gozei muito na barriga dela. Deitamos de novo, depois fomos tomar banho e fomos embora, varias ligações perdidas do marido dela, mas a gente estava satisfeito, leves, uma delicia.

Daí pra frente sempre continuamos indo pra motel, nunca paramos!

(*) Nome fictício.

Contos de Sexo Relacionados

Deixe seu comentário

error: Content is protected !!