Sou corno manso do fortão mandão

1 vote

Gostaria de compartilhar com vocês a minha situação….

Sou moreno, tenho 45 anos, 1,78cm, 89kg, tenho corpo malhado pois faço academia, tenho um dote bacana 19 x 6.5cm. Sou casado e ela é branca, 1,68cm, 64kg, olhos esverdeados, cabelos loiros compridos, seios médios duros naturais, bunda redonda empinada, ela também faça academia, sendo modesto, ela é linda e tem um corpo de fazer inveja em muitas mulheres depois que ganham filhos. Temos uma filha.

Sempre tivemos uma vida sexual bem ativa. Com o passado do tempo, sempre quando estávamos transando ela vinha com um papo de eu deixar ela transar com outro. Eu ficava sem palavras na hora, mas durante a transa isso me excitava muito e sei que ela percebia meu tesão pelo meu pau duro e latejando.

Comecei a entrar na brincadeira também falando que gostava de vê-la ali com outro, ela toda safada no pau dele e me olhando, nisso percebia que ela gemia mais e ficava toda molhadinha.

Meses depois de muita conversa sobre o assunto, fomos conhecer uma casa de swing e nos surpreendemos, pois imaginávamos uma coisa totalmente diferente, havia um povo bonito e bem-educado, cada um na sua. Ela estava de vestido não muito curto, um pouco acima do joelho, mas marcava seus seios e sua bunda. Percebemos olhares de homens, mulheres e casais, mas todos tranquilo sem incomodar. Depois de algumas bebidas e conversas resolvemos dar uma volta pela casa para conhecer, ficamos encantados, excitados vendo como os casais se divertiam tranquilamente sem serem julgados.

Como fomos apenas para conhecer não fizemos nada lá apenas observamos e ficamos excitados. Sentamos e voltar a beber, conversar, e perguntei se ela tinha agradado de alguém ali ou algum casal, ela disse que sim e me mostrou um homem sentado com um casal. Ele era um branco alto 1,80 e pouco, uns 90kg ou mais, braços bem forte e tatuado, lembrava muito esses soldados militares americanos, ele parecia estar acompanhado com aquele casal, pois vimos a mulher do cara com a mão na coxa do rapaz. Ela olhava discretamente e me falava que ele também olhava e ria.

Sou um corno mansinho

Eu: Amor, você estar gostando dele né?
Ela: Sim, ele é bonito, forte, sério e fala: Amor, imagina você sendo corninho dele, você quer? Engulo seco, as pernas tremem, coração acelera e falo que sim. Fico imaginando a ela pequeninha debaixo dele gemendo me olhando.

Continuamos a beber e observá-lo discretamente, ela levanta para ir ao banheiro e passa perto da mesa dele percebo ele olhando para a bunda dela com tesão e fica passando a mão no seio da mulher que estava ao seu lado aquilo me excita mais ainda e fico me imaginando sendo Corno manso dele. Depois a ela chega e senta e me fala: Amor, você viu como ele comeu minha bunda com os olhos?

Ela fala que imaginou ele chegando no banheiro feminino e pegando ela lá e ri… falo safadinha! Falo com ela que vou ao banheiro, sei que ele não vai fazer nada por causa do casal, mas para a minha surpresa quando estou falando a mão ele entra no banheiro, comecei a tremer, coração bateu forte, não sei se era medo ou tesão. Fico fazendo hora ali enquanto ele urinava e de repente ele vira e me chama:

Me cumprimenta e pergunta meu nome.
Ele: Boa noite, prazer.
Eu: tremendo….  prazer.
Ele: Vi que você e sua esposa estão sentados ali sozinho, não conheceu ninguém interessante ainda não?
Eu: Ainda não, viemos mais só para conhecer a casa mesmo.
Ele: Ela é muito bonita, você está de parabéns
Eu: Obrigado.
Ele: Não consigo parar de olhar para ela, me desculpas, mas ela é linda e gostosa já imaginei fazendo coisas com ela e rio.
Eu: Rindo, que bom que você gostou, mas você estar acompanho, né?
Ele: Sou amante dela há mais de 3 anos, eles são bem submissos a mim.
Eu: Legal, deixe-me ir senão a esposa fica preocupada, e ri.
Ele: leva ela no quarto 9, final do corredor.
Eu: Ok, vou conversar com ela, e saio.

Chego na mesa palito e tremendo ela percebe.

Ela: Amor, o que foi, você está tremendo?
Ele: falou que está com muito tesão em você e quer que encontramos com ele no quarto 9 final do corredor.

Ela: E o que você disse?
Eu: Falei que iria conversar com você.

Ela fica calada e ficamos bebendo e observando ele com o casal. Ele nos olhando.
Depois de uns 20 minutos ela me chama para darmos uma volta e ficamos olhando os casais nos quartos, cabines e ela me pergunta aonde fica o quarto nove, e vamos andando até lá.

Chegando no quarto a porta estava meio fechada, olhando achando que teria algum casal se divertindo lá e quando assustamos o cara nos puxa para dentro e fecha a porta. Fala que não pode demorar muito.

Ele: me empurra para o lado, corninho que esposinha gostosa, que delicia, pegando na mão dela e rodando ela para admirar seu corpo.

Ele já vai dando um selinho nela, abraçando ela e elogiando. Depois abraça ela por trás me olhando e fala: Cara, que mulher gostosa, passando as mãos na barriga e nos seios dela, vou te fazer um corno manso feliz. Ele nos passa o contato dele e dá um delicioso beijo nela, pegando na sua bunda e apertando e sai do quarto.

Ficamos ali parado por alguns minutos, ela se ajeita e saímos, quando chegamos na mesa percebemos que eles não estão ali mais, pagamos a conta e fomos embora.

Ficamos mudo por alguns minutos. Ela puxa assunto:
Ela: Amor, tudo bem?
Eu: Sim, estou bem porque?
Ela: Nada, calado. Não gostou?
Eu: Gostei, nada a ver. Achei que ele iria te fuder ali, estava louco.
Ela: Sim, eu também pensei nisso, deu para sentir o volume do pau dele amor, parece ser bem maior do que o seu e bem mais grosso. Viu como ele é mandão também?
Eu: Percebi.

Chegamos e em casa e transamos bem gostoso pensando nele ali conosco, na nossa casa. Ela gemia falando o nome dele e isso me deixava mais excitado ainda.

No dia seguinte, conversando sobre o que aconteceu e ela fala para eu entrar em contato com o  cara para conhecermos ele melhor, quer transar com ele na nossa cama e me ver sendo corninho mansinho do fortão.


  • conto 4 semanas atrás
  • Categorias: Corno

Contos de Sexo Relacionados

Deixe seu comentário