Como convenci minha esposa a transar com outro – Parte 1

8 votes

Olá sou Nilton (*) e tenho 38 anos. Natasha (*) minha esposa tem 34. Conheci Natasha quando ela tinha 18 anos e eu 22, logo começamos a namorar.

Natasha tinha um pai super careta e rigoroso em relação a namorados e tal, fui o 1 namorado apresentado para ele, meu pai o conhecia o que facilitou a aproximação.

Natasha era virgem na Buceta, algo que me deixava fascinado, logo com 1 mês de namoro comecei a comer seu cuzinho, um ano depois ficamos noivos e nos casamos, tirei seu cabaço na lua de mel. Tivemos um casamento “normal” por 12 anos, até que fomos para um OpenHouse de uma amiga da Natasha que tinha acabado de se separar, lá estávamos eu, Natasha, um casal conhecido e essa amiga que estava nos recebendo em seu novo lar.

Lá pelas tantas o papo evoluiu pela bebida e foi para o sexo, nisso essa amiga recém-separada falou que estava aproveitando para tirar o atraso, que estava dando mais que chuchu na serra…rs. Nisso Natasha pergunta para ela:

– Quantos parceiros teve nesses 3 meses de solteirice? A amiga responde:

– Ah, já dei para uns 11 já…

Natasha me olha com cara de assustada e a amiga rebate.

– Ai amiga…não é nada demais, estou solteira, antes do meu ex marido tive apenas 4 homens, e emenda perguntando para a outra amiga casada com quantos parceiros ela teve antes do marido. Que responde bem sem graça:

– Tive 6 antes do meu marido. E já passa a bola pra Natasha, que responde que só me teve até então.

As amigas então começam a brincar com a Natasha, dizendo que ela é uma boba, que tinha que ter aproveitado antes de se casar. Fiquei com aquilo na cabeça e na volta pra casa perguntei se ela queria ter conhecido outro antes de mim. Ela diz que não e tal, e muda o assunto. Em casa, começamos a se alisar na cama e o assunto dela não ter tido outro macho não saia da minha cabeça e perguntei de uma forma diferente, perguntei se não tinha curiosidade de experimentar outra pica na buceta.

Natasha como a maioria das mulheres responde, disse que não que tava satisfeita e etc. Nisso perguntei se ela teve namoradinhos antes de me conhecer, se tinha feito alguma brincadeirinha com eles e etc. Ela me responde meio furiosa que passado é passado e vira pro lado. Nisso minha cabeça pirou… Se ela não quer contar é pq tem coisa aí.

Convencendo a esposa a dar para outro

Não insisti e fui dormir de pau duro. No outra semana fomos no restaurante e aproveitei e taquei vinho nela, na volta no carro ela já bem alta pela bebida, começo a provocar, aliso suas pernas, buceta e seios e volto a perguntar do passado dela. Ela me olha com olhar de reprovação e me desafia.

– O que você quer saber Nilton?

– Ué quero saber de você, não tenho ciúmes do passado.

Ela volta a me olhar e pergunta.

– Tem certeza que quer saber?

Nessa hora meu pau parecia que ia explodir de tesão. Respondo que sim.
– Então o que você quer saber?
– Quero saber se já alguma brincadeirinha com namorados antes de mim?
– Já sim

Nessa hora meu coração dispara…

– Já? O que fez?

– Ela responde: Ah Fabio,  acha que realmente eu não fiz nada?
– Isso que quero saber, me fala!
– O que vc quer saber? Me pergunta que te respondo!
– Já viu outro pau ao vivo? Segurou em um?
– Já né…
– E você chupou?
– Chupei…
– E o que fizeram com você? Te alisaram na buceta? Te chuparam?
– Sim, fiz oral algumas vezes
– Nossa! O cuzinho vc já dava tbm né? Pq quando fizemos pela 1 vez achei muito fácil
– Sim, já dava, eu morria de medo de perder o cabaço por conta do meu pai e dava o cuzinho
– Nossa amor! To muito excitado, me conta mais! Quantos namoradinhos você teve antes de mim?
– Tive 7, mais Natasha só fiz com 3…Mas todos chuparam essa buceta (Ela levanta o vestido e bate na buceta por cima da calcinha)

Nessa hora coloquei meu pau pra fora e mandei ela mamar… Chegamos em casa e começamos a transar como loucos, como a muito tempo não fazíamos. Nisso pergunto pra ela:
– Vai me dizer que não morre de vontade de conhecer outro pau na buceta?
– Tenho muitaaa curiosidade, mas não tenho coragem!
– Por que? Me diz!
– Ah amor, é estranho né, sei lá
– E se eu deixasse você experimentar outro pau, você toparia?
– Humm, não sei
– E se além de deixar, eu ficar e olhar você transando com outro?
– Nossa que proposta…Acho que com você presente eu toparia, ficaria mais segura, mas você toparia real? Ou só fantasia sua?
– Toparia real…Quero muito te ver transando com outro macho
– Nossa…que delicia. (Nisso ela monta em mim e cavalga falando no meu ouvido que quer dar pra outro)

Nas férias me tornei o corno mais feliz

Acordamos no dia seguinte já falando sobre o assunto, ela me dizendo que não queria fazer na nossa cidade, que queria viajar e transar com um estranho. Nisso já começo a procurar locais e possibilidades. Agendamos nossas férias para o próximo mês e fomos para uma praia no Caribe. Natasha se preparou toda, comprou biquínis bem ousados, roupas sensuais e mudou o visual no salão de beleza.

Chegando lá, procuro saber sobre uma praia de nudismo e o recepcionista do hotel me explica como ir. Chegando na praia, Natasha tensa para tirar a roupa, mega tímida, quando enfim ela teve coragem e fomos andando pela praia nós brochamos…Um monte de famílias e coroas europeus, nada de excitante. Colocamos nossas roupas e voltamos pro hotel.

Chegando lá, procurei saber informações sobre praias de nudismo e um maleiro me passou a praia mais “caliente” da região. Fica numa ilha e é necessário alugar uma chalana  para nos levar. No dia seguinte cedo fui atrás do aluguel da chalana, quando chego no Pier da cidade vários oferecendo o serviço, mas opto por fechar com o barqueiro mais novo e sarado, já pensando em maldade.

No dia seguinte ele nos encontra na praia do hotel e nos leva a tal praia, são 45 min de barco até chegar a ilha. No caminho percebo os olhares do cara pra cima da Natasha, ela estava com uma saída de praia transparente e um micro biquíni todo cavado. Assim que chegamos na praia, ele nos passa as instruções e diz que é necessário já descer do barco pelado e nos dá uma bolsa a prova d’água para colocar celulares e documentos, Natasha me olha ressabiada e falo o ouvido dela.
– Aproveita e dá um show tirando a roupa…

Ela vai tirando a roupa e deixa a calcinha do bikini por último e dá uma bela empinada na bunda e vai tirando tudo na direção do barqueiro, que olha sem timidez. Nisso Natasha pula no barco e eu fico e pergunto como faremos para o localizar para a volta. Ele nos dá seu telefone e diz que vai ficar ancorado nesse mesmo lugar. Nisso falo que se ele quiser nos encontrar na praia será bem vindo. E entro no mar para encontrar Natasha.

Chegando na praia, vamos dar uma volta e já vimos que é a praia certa, muito jovens e casais agarrados na água. Pegamos uma cabana com 3 espreguiçadeiras e começamos a beber para aliviar. Natasha deitou na do meio e eu ao lado. Natasha tem corpo bem torneado, coxas grossas, seios médios bem durinhos, bumbum arrebitado, mais o que chama mais atenção é sua buceta bem carnuda e inchadinha.

Enquanto estávamos lá…eu ia provocando a Natasha a cada homem que passava, queria que ela me dissesse qual rola ela queria, ela entrou na brincadeira e só escolhia os pauzudos. Nisso vinha alguns caras se aproximando e perguntando se podíamos conversar…Natasha despachou quase todos.

Ela deixou 3 se aproximarem, um negão, um gringo de pau pequeno e outro mais coroa de pau grande.
Com o negão, ele chegou afobado, perguntando se éramos liberais e etc, já ficou de pau duro e pediu pra Natasha abrir as pernas, obvio que ela não curtiu e mandou ele vazar.

Com o gringo do pau pequeno, Natasha nem deu muita bola quando reparou no tamanho do pau duro.

O papo evoluiu com o coroa, foi esperto sem apressar nada, ele deixou fluir o assunto e entramos no papo de sexo. Eu falo inglês e a Natasha não fala nada…rs

Falei que estávamos começando, que a Natasha só tinha dado pra mim até então e que queríamos novas experiências. O coroa então ficou empolgado e começamos a brincar, pedi pra Natasha afastar as pernas e deixar ele ver a buceta dela por inteiro, ela me obedeceu e o cara ficou impressionado com o volume e a beleza da buceta dela e perguntou se poderia passar a mão, e perguntei pra ela que concordou.

Ele alisou a xoxota dela, abriu os lábios e percebi o quanto ela tava molhada com toda aquela situação, Natasha então segurou no pau dele e começou uma leve punheta naquele pau enorme, não demorou 5 min e o cara gozou na mão da Natasha, ele com os dedos enfiados na xoxota dela, pediu desculpas e se limpou e trocamos telefone para mais tarde ou outro dia.

Perguntei pra Natasha o que ela tinha sentido, ela me falou que estava com muito tesão que queria transar logo com outro, que estava muito afim. Não demora 40 min e chega nosso barqueiro, também nu e pergunta como estamos e se gostamos da praia. Quando Natasha olha pra ele e vê o tamanho do pau do cara, ela abre as pernas na hora (por puro instinto, ela me disse depois) o cara então olha pra Natasha e pergunta se pode se sentar. Na hora digo que sim e começamos a papear, ele nos conta que tem 23 anos, é local e é solteiro, e com todo mundo nu, o assunto logo vai pro sexo.

Ele pergunta se curtimos nudismo, eu respondo que é nossa 2 vez (a 1 vez foi no dia anterior), e conto da tentativa frustrada e ele ri, e diz que escolhemos bem, que essa praia é liberal, que é permitido até sexo e pergunta se somos liberais e conto a ele nosso objetivo, quando ele sabe que a Natasha nunca transou com outro, olha pra ela e pergunta se pode se candidatar.

Natasha faz um doce, diz que não sabe e olha pro pau dele por cima dos óculos escuros e fala pra ele.
– Nossa, não sei se consigo encarar um pau desse tamanho…

Ele ri e diz que ela tem uma buceta bem grande também, que caberia certinho dentro dela…Nisso ele de pau duro, falo pra Natasha segurar no pau dele, ela segura e começa a punhetar, ele na sequencia já alisa a xoxota dela e enfia 2 dedos, percebe que tá mega molhada, tira o dedo e me mostra como os dedos dele estão. Ele se abaixa beija os seios da Natasha, beija sua boca e começa a socar os dedos na xota dela…Natasha está totalmente entregue ao desejo e tesão. Percebo que estamos chamando muita atenção (Tínhamos uma mini plateia) e peço para eles irem para o barco. Eles se levantam e Natasha vai na frente com ele colado por trás sarrando ela.

Enquanto vou pagar a conta, eles somem de vista. Me aproximo do barco e escuto gemidos da Natasha, e dou a volta para ver e vejo Natasha com uma perna no barco e outra na água toda arreganhada, recebendo uma bela chupada na buceta, aquela visão me deixa completamente de pau duro. Subo no barco e puxo a Natasha, ele sobe na sequencia. Natasha me olha os olhos e me pergunta se tenho certeza? Olho pra ela e digo no seu ouvido.

– Toda certeza do mundo…vai lá e goze muito.

Ela me beija e ajoelha na frente do cara e começa um boquete maravilhoso, o cara goza na boca dela que engole tudo.
Ele a deita no barco e recomeça a chupar a xoxota dela, que não demora e goza na boca dele, na sequencia ela monta nele e começa a esfregar a xoxota no pau dele…a cabeça passa pelos lábios abrindo-os todo, alisando cada centímetro daquele cacete descomunal… Num lapso lembro da camisinha…que ela pega e coloca com a boca e começa a cavalgar naquela tora grossa e grande.

Fui ao delírio vendo cada centímetro de piroca entrar nela. Ela perguntando se eu tava gostando de ver sua esposinha ser possuída por um pirocudo como ele. Eu só balançava a cabeça positivamente e observava a pele da buceta que até então só tinha sido penetrada por mim, ser arregaçada por um macho pauzudo.

Depois de fuderem em todas as posições, voltamos para o hotel, onde fui falar com ela. Estava em êxtase, ela me falou que nunca tinha gozado tanto e que queria dar novamente pra ele. Dei um beijo nela e senti o cheiro de sexo que ela exalava, e chupei sua buceta com gosto de camisinha e porra de outro macho. (Ele gozou nos pelos da buceta dela).

A fodi novamente e senti sua buceta quente de tanta rola que ela levou naquela tarde…

No próximo conto, conto a sequência de transas da Natasha pelo Caribe.

(*) Nome fictício para preservar a identidade dos envolvidos.

Contos de Sexo Relacionados

7 comentários para “Como convenci minha esposa a transar com outro – Parte 1

  1. I. • 12 de abril de 2021

    que beleza ter uma mulher que aceita uma união liberal e realiza as fantasias do marido, eu já comi muitas mulher na presença do marido é muito tesão!

  2. Indio • 30 de maio de 2021

    É puta mesmo… Só estava aguardando um empurrão… Ele então, nem se fala… Não terá mais sossego… Vai chegar uma hora que ela não vai mais dar para ele… Perdera o interesse… Vai querer só dar para outros…Será um rampeira… Escreva o digo…

  3. Indio • 30 de maio de 2021

    E ja viu sua mulher dar para outro? Aceita ou aceitaria?

  4. marco • 7 de junho de 2021

    Delicia demais, queria minha esposa dessa forma, depois limpar ela com a língua

  5. R. • 27 de junho de 2021

    Quero tanto

  6. R. • 27 de junho de 2021

    Morre de vontade ver minha esposa dando pra outro nao tenho coragem

  7. M. • 30 de junho de 2021

    Adoro mostrar minha esposa, fantasiamos muito ela com outro, adoraria ver ela dando a buceta gostosa dela enquanto enfio o meu pau no cuzinho. Adoraria fazer uma troca de casal ela até já aceitou só não encontramos o casal certo ainda, não vejo a hora

Deixe seu comentário

error: Content is protected !!