Realizando um desejo antigo de comer uma amiga

1 vote

Olá, tenho 25 anos, 1, 75 de altura, sou moreno e tenho um corpo atlético.

Sempre pensava em uma vizinha, ela sempre foi uma mulher linda, de um rostinho lindo e um corpo que chamava atenção, e por eu ser muito novinho ela nunca me notava.

Nesse período ela viajou e raramente vinha em nossa cidade e então comecei e procurar ela pelas redes sociais, fui curtindo tudo até descobri que ela tinha casado, então desisti e não fui mas atrás e nem me importei.

Uma certa vez encontrei ela pelo bairro e vir que ela não tinha mudado em nada, estava linda como antes, e não pude disfarçar a minha tara quando ela veio falar comigo, trocamos os números e assim seguimos caminho. Depois de uns dias resolvo mandar mensagem a ela que de imediato respondeu, dizendo que lembrava de mim quando era mais novo e começou a falar de como eu tinha crescido e ficado bonito, nessa hora eu disse o quanto eu achava ela linda, e que sempre fui bem interessado nela mas que nunca me notou.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Conversa vem conversar vai combinamos de fazer uma caminhada e de lá fomos pra casa dela, chegando lá vir a filha dela, 18 anos, cacheada branquinha é muito linda. Enquanto ela tomava banho fiquei na sala com sua filha e acabamos trocando whatsapp.

A filha sempre se manteve falando comigo e quando eu chegava do trabalho ela me pedia pra ir na casa dela pra assistir filmes e tals, já está não ficando a 3 semanas e acabei abrindo mão do meu desejo de jovem, até que em um dia a filha pediu para que eu vá pra lá que iríamos reunir pra assistir alguns filmes, já virava Madruga quando decidir ir embora e me despedir, quando saio do quarto dela e vejo que a  mãe ainda estava acordada no quarto ao lado, digo a ela que já estava indo embora e logo ela pediu um abraço, eu já na maldade na mente sentei na beira da cama e ficamos conversando por um tempinho, quando mais uma vez digo que vou embora, me inclinei para da um beijo na testa dela e logo em seguida como eu imaginei ela me puxa e acaba me beijando.

Pedir a ela pra me acompanhar até a porta e lá ficamos mais um pouco, sair de lá aos pulos, feliz e sem acreditar no que tinha feito, consciência logo pesou por conta da filha, mas a sensação do escondido e mais gostoso me atraiu mais ainda.

Realizei o sonho de comer a amiga

Preste a completar dois meses com a filha, ela teve que ir passar um tempo com o pai por conta de uma decisão da justiça, nisso resolvemos dá um tempo a nós pra que um não acabe prendendo o outro e assim ficamos. Depois de uns dias a mãe  me manda mensagem, perguntando se eu não poderia ir a casa dela pois precisava muda o sofá de lugar, e de pronto disse que iria, ela tocou no assunto do que tinha acontecido, sobre o beijo e disse que estava se sentindo muito sozinha na casa, não comentei tanto mas não deixei de nota a forma com que ela falava, de lá sentamos no sofá e por lá ficamos conversando.

Depois de tomar vários copos de vinho ela já tava falando sobre a quanto ficou com raiva em ver o homem que seria dela com a filha e isso só foi aumentando meus desejos por ela, mais uma vez falei em como eu desejava ela quando era mais novo, disse o quanto ela estava linda e falei que ela deixava qualquer um louco por ela, e disse que já não tava contente em só desejar ela, foi quando olhei e perguntei a ela que se ficaria com raiva se eu desse um beijo nela, ela só fez balança a cabeça dizendo que não.

Era a chave que precisava, beijei com tanta vontade que já fui enchendo minha mão com seus peitos, grandes, branquinhos, e bem suculentos, não aguentei e comecei a mamar com um filhote de cachorro quando tá com fome, os gemidos dela forma cada ficando cada vez mais altos, e ela cada vez mais excitada, a essa altura já tinha tirado sua roupa e estava dando uma chupada em sua Buceta que estava encharcada, comecei a brincar com ela e fui alternado entre chupadas e uma dedilhada que ela uivava, estava tudo muito gostoso, ela gozando e dizendo que sempre esperou por isso.

Foi quando pediu para que deitasse no sofá e começou a me dá uma chupada que eu não esqueço passava a língua com uma leveza sobre as minhas bolas e subia até a cabeça do pau com uma violência que só de lembrar já vontade de ir lá arrancar a roupa dela, pediu pra bater em sua cara, chamar de vadia e disse que iria fazer tudo que tinha vontade, o tesão dessa mulher era tanto que de tanto ela gozar estava vermelha.

Demos umas trepada gostosa, ela se ajeitou na beira do sofá e pediu pra enfiar forte em sua buceta, e que continuasse a da tapa na seu belo rabo rebolava e parava na ponta do meu pau e de uma só vez eu empurrava nela e ouvia os gemidos. Depois de um tempo ela venho por cima da umas cavalgada e ela subia e descia com um tesão, nós dois suados e ela avisou que estava gozando novamente e começou a falar umas besteirinhas no meu ouvido, me chamado de safado, que ela iria ser Minha putinha e que eu poderia comer ela sempre que pudesse.

Ainda revelou que cansou de ouvir a filhinha dela gemer e que batia umas siriricas pensando em fuder comigo.

Nessa hora não aguentei e comecei a imaginar as duas sentado e acabei gozando junto com ela, foi tudo uma beleza, ainda mais vendo o êxtase dela um gemidos limpo, e assim realizei meu desejo de jovem e sempre que a gente pode e vamos em algum lugar sempre fazemos alguma aventura, mas essas histórias vão ficar em outro conto, isso se vocês quiserem.


  • conto 2 semanas atrás
  • Categorias: Traição

Contos de Sexo Relacionados

Deixe seu comentário