Transando com o cobrador da van

0 votes

Na época em que aconteceu esse episódio eu tinha 23 anos. Tinha uma balada bem conhecida na minha cidade, eu amava aquele lugar, não sou de beber até sair do controle e nem saia pra pegar ninguém, eu gostava mesmo era de dançar, me acabava dançando na pista a noite inteira e só saia depois das 4 hs da manhã.

Quando a gente saia tinha uma fila de vans que iam para bairros próximos, eu estava com uma amiga mas ela foi em outra van, que passava mais próximo a casa dela. Sentei no fundo, e já percebi o olhar do cobrador, algumas pessoas subiram mas não chegou a encher e fomos embora. Eu encostei a cabeça no vidro e fechei os olhos, em seguida percebi alguém sentar do meu lado, era o cobrador. Ele encostou a cabeça no meu ombro e sussurrou no meu ouvido.

– Quero você!

Fudendo com o cobrador da van

Eu sorri e quando já ia me afastar ele me beijou, beijou com tanta vontade e tesão que parecia que já éramos íntimos e que não tinha mais ninguém ali.

Quando alguém dava sinal, ele levantava, ia até a porta e voltava, voltava me comendo com os olhos e repetia a mesma frase, quero você. Cada beijo mais quente que o outro, e eu só queria mesmo era dar pra ele. Mesmo com passageiros ainda ele colava o corpo dele no meu, enfiava a mão por dentro da minha blusa e pegava meus seios e eu fui descendo a mão até que peguei o pai dele e comecei alisar por cima da calça, que pauzããão, que tesão, que adrenalina.

Faltando uns três pontos para o final, desceram as últimas pessoas. E ele já veio em minha direção abrindo a calça e eu abocanhei aquele pau, o carro em movimento, o motorista correndo, quando chegou no final desceu. E eu chupando aquele pau maravilhoso, aquele homem que nunca vi se desmanchando de prazer, depois bati uma pra ele, até ele gozar.

Nossa que delícia, eu nunca me senti tão desejada, mas eu pensei que ia acabar por aí, mas não. Ele arrancou a minha blusa e começou a chupar meus seios, ele me pegou no colo, me deitou em outro banco, a minha calcinha estava toda molhada, ele arrancou, jogou e caiu de boca na minha Buceta, ele chupava tão gostoso, lambia o meu grelinho e beijava a minha buceta, de repente ele colocou dois dedos na boca e enfiou no meu cuzinho enquanto eu gozava deliciosamente na boca dele, gozei várias vezes e ele adorava, sugava tudo.

Já estava de pernas bambas só de gozar na boca dele, empurrei ele. Ele sentou em outro banco e eu vi que o pau já estava bem duro, sentei no colo dele por cima da cueca e nos beijamos loucamente, ele só falava que me queria, parecia que só sabia dizer isso, mas eu estava disposta a ser dele por completo, desci do colo tirei a cueca dele e sentei, era um pau grande e grosso e eu cavalguei igual uma éguinha naquele homem, ele gemia alto, me segurando pelos cabelos, eu gozei e continue sentando com força até ele gozar também, quando acabou nós beijamos, rapidamente procuramos nossas roupas, ele pediu para o motorista me levar até o ponto em que eu desceria, mas eles me levaram em casa, eu não tive nem coragem de olhar para o motorista.

Ele deu mais um beijo, agradeceu, não perguntou meu nome, nem eu o dele e foi embora. Passei por dias procurando por ele nas vans, e até achei que um dia ele apareceria na minha casa mas nunca mais vi ele, eu só sei que foi a minha melhor transa da minha vida.

Contos de Sexo Relacionados

  • Buceta 8 meses atrás

    Arregaçando a buceta da minha putinha

    Hoje, acordei com meu pau latejando de vontade e logo veio à mente aproximando ele da sua boca. Seus lábios molhados, sua língua quente, sua boca aberta já sabendo o que estava por vir, segurei até ter certeza de...

    LER CONTO
  • Corno 5 meses atrás

    Corno virei a empregada

    Esse conto começa retratando o desejo de todo corno, ver sua amada sendo possuída por outro garanhao na sua frente e comigo não era diferente. Meu nome é Guilherme(*) 29 anos, estava em início de romance com...

    LER CONTO
  • Fetiche 5 meses atrás

    Meu namorado e seus fetiches

    Vivi um relacionamento de muitos anos, parceiro esse que me entreguei a minha virgindade, depois de quase 20 anos de casada, vi que ali já não me cabia mais, acabou se o casamento, enfim estava solteira. Após...

    LER CONTO
  • Fetiche 6 meses atrás

    Aos pés da minha namorada (parte 1)

    Estou com ela a 2 anos, Beatriz (usando fictício para não expor minha rainha) sempre teve seu jeito autoritário e apesar de respeitar isso, quando necessário eu intervia em suas decisões, discutindo ideias para...

    LER CONTO
  • Contos Eróticos 4 meses atrás

    Dei a buceta para o novinho

    Sou Cecilia(*), tenho 40 anos, casada há dez anos e dois filhos. Há três anos eu e meu marido começamos a experimentar o mundo liberal. Já estivemos em casa de swing, mas apenas como observadores, e por fim, após o...

    LER CONTO
  • Corno 2 meses atrás

    Mais uma foda de presente pro corno

    Não, ele nunca imaginou que seria corno quando casou comigo. Eu sempre fui toda certinha e nem pensava em trair, prezava a instituição do casamento, romantizava tudo. Com o tempo, meu marido, foi introduzindo ao nosso...

    LER CONTO

Deixe seu comentário

error: Content is protected !!