Chupei o caseiro

3 votes

Eu já era cdzinha há um tempo, hoje tenho 41 anos, nessa época tinha 31, foi há alguns anos atrás. Eu tinha recém me separado da minha ex mulher, e morava numa casa bem grande, que além de morar, era meu trabalho tb.

Durante a semana, por ser meu trabalho e como outras pessoas trabalhavam comigo, não podia me montar, somente a noite ou aos finais de semana.

Pois bem, cdzinha que se preza, adora ficar montada em casa, e eu fazia sempre que me dava vontade, que não era todos os dias, mas ocasionalmente me dava vontade. O problema é que eu tinha um caseiro, que cuidava dos meus cachorros, minha piscina, do quintai, e ele morava numa edícula nos fundos da minha casa.

Ficava meio distante da casa principal, então, eu me montava tranquilamente, mas não podia sair no quintal, e nem cair na piscina de biquíni pra fazer marquinha, o que eu estava com vontade, já que havia separado da minha mulher, e poderia fazer uma marquinha e ficar sem pegar mulher por uns tempos, até a marquinha sumir.

O problema, é que na época eu não tinha nenhum homem pra me comer, então, pra que fazer marquinha??? talvez pra eu ficar me olhando no espelho.

O dia que chupei o caseiro

Pois bem, fiquei me montando somente dentro da casa por um bom tempo, mas aí chegou o carnaval. O carnaval, na cidade onde moro, que é interior o carnaval é bem animado, e em 2 dias do carnaval existe aquele bloco em que os homens se vestem de mulher.

No dia desse bloco, eu chamei o caseiro, e pedi pra ele comprar umas cervejas, pois eu iria beber umas pra desinibir, pois eu iria no bloco a noite, isso era por volta das 16:00 horas da tarde.

Ele foi, e ele também gostava de uma cerveja, e fiquei ali no quintal do fundo da casa, em frente a piscina bebendo e chamei ele pra beber e conversar, eu estava vestido normal como homem, e ele nem desconfiava da minha condição de CDzinha, ninguém que eu não contasse não desconfiaria, pois sou um cara totalmente normal na rua, sem ser afeminado, pelo contrário.

Pois bem, ficamos ali bebendo e perguntei se ele não ia no bloco, ele disse que iria, ele tinha feito uma fantasia, não era roupa de mulher, era uns balangandãs cheio de plumas, mas iria vestido como homem, com aqueles arranjos, e ele me mostrou.

Eu disse que tava com vontade de colocar uma fantasia que era da minha ex mulher, fantasia da Minie, saia curta acima do joelho, não era tão curta, mas era bem feminina, trouxe e mostrei pra ele, ele disse que iria ficar legal. Ai tive uma ideia, até aquele momento não estava pensando em nada, nem mesmo me confessar CDzinha pra ele, mas a cerveja começou a subir, e as ideias loucas também começaram a aflorar.

Ai falei que ia me aprontar pro bloco e queria a opinião dele quanto a minha fantasia, subi para meu quarto, depilei, me maqueei de forma bem feminina, botei a fantasia que se completava com uma sapatilha vermelha e fui para o quintal para a sua avaliação, já ia me esquecendo, coloquei uma peruca pink, dessas de carnaval, mas ela era Chanel, e eu me penteei, ficou bem feminino.

Eu não iria assim no bloco, pois estava muito feminina a maquiagem, no bloco eu faria uma coisa mais esculhambada para as pessoas não desconfiarem, fiz aquilo com segundas intenções, pra ver o que ia rolar.

Sai no quintal para ele avaliar, ele arregalou os olhos e disse, nossa tá muito legal. Quero antes ressaltar que ele tinha um pouco de problema de retardamento, mas bem leve, não tinha condições de avaliar minhas intenções nem mesmo achar que tava muito feminino, ele só via a beleza.

Ai perguntei, “to parecendo uma mulher?” Ele disse: “nossa ta linda”, ai eu disse: “faltou estar com uma sandália de salto né?” Ele respondeu: “ai vai ficar completa”. E eu com segundas e já terceiras intenções, pois fazia um tempo que não via um pau, só tinha um garoto que muito de vez em quando eu encontrava, pois ele morria de medo da namorada descobrir que ele gostava de cdzinha, e além disso o pau dele era minúsculo, quase não sentia ele quando metia em mim.

Já o do caeiro, até então eu não tinha visto, mas, tava louca por um pau, e servia qualquer um.

Diante da resposta dele, eu disse: “Perai, acho que fulana (minha ex esposa) esqueceu umas aqui em casa, e ainda não veio pegar, vou ver se cabe em mim”, ele respondeu: “sério??? Quero ver!”

Voltei para meu quarto e peguei uma das minhas sandálias, uma extremamente linda que eu tinha, escarpin meia pata, salto 16, finíssimo, coloquei e fui para o quintal.

Detalhe é que ando muito bem de salto, já me disseram que ando igual a uma mulher, sem exageros, rebolado gostoso sem exageros, segundo os que me viram.

Eu poderia disfarçar que não sabia andar de salto, mas aquela altura, já tava com intenção de dar pra ele. Pois pensei, caso ele tope e goste, teria um homem dentro da minha casa, sem levantar qualquer suspeita para ninguém.
Saí andando normalmente como uma mulher, com um certo rebolado, e fiquei andando e falando com ele:
“O que achou agora?”

Ele com os olhos arregalados me respondeu “Nossa tá perfeita, uma mulher perfeita!”. Eu perguntei então: “Mulher bonita?” Ele disse: “lindaaa! Ressaltando o a da palavra, ai perguntei “Linda e gostosa?” Ele afirmou com a cabeça e sem perceber ele já arrumava o pau, que subiu rapidamente e percebi.

Ai, com a cerveja na cabeça, ainda titubeei, fui na cozinha pegar mais uma cerveja, pra rebolar mais pra ele, e voltei com uma pra mim e uma pra ele, cheguei perto e lhe estendi a mão com a cerveja, e ele pegou, mas com a outra mão já no pau, ajeitando, pois, estava duro.

Ele estava se short, dava pra ver que o pau endureceu com o que ele estava vendo. Aí dei o tiro de misericórdia perguntando: “, você achou que eu estou uma mulher linda e gostosa né?”,

Ele respondeu já com uma cara de puro tesão “Sim, tá muito”

Perguntei: “Você comeria essa mulher?”

Ele: acho que pela cerveja e o tesão respondeu, meio gaguejando, “a-a-a acho que sim”.

Naquele momento eu estava em pé na frente dele e ele sentado num sofá que tinha na varando do quintal, ai eu falei, “então perai”, sob o olhar de espanto dele, mas sem reação qualquer, ajoelhei na frente dele, e puxei para baixo o short dele, ele levantou seu quadril a fim de permitir que eu retirasse o short, só teve essa reação.

Short abaixado, o pau dele, que tava duro igual uma pedra ficou na minha frente, e ele sem qualquer reação com uma cara de espanto, somente olhava o que eu ia fazendo.

Eu perguntei, olhando para a cara dele e apontando para o pau dele: “Posso?”

Ele mordendo os lábios, com cara de espanto e tesão, só confirmou com a cabeça, eu então, peguei e abaixei colocando na boca e chupei.

Ele sem qualquer reação, só ficava olhando e eu mamando naquele pau, que era bem maior que o do garoto que disse a pouco, não era enorme, mas de tamanho forma considerável.

Estava meio fedidinho, pois ele não era muito asseado, mas já tava na boca mesmo, pensei, “se não matar engorda”. Fiquei ali chupando por uns minutos e percebi que ele estava prestes a gozar, e eu tirei o pau da boca e disse: “Quer gozar na minha boca?” Ele só balançou a cabeça afirmativamente, ai eu disse: “então goza”. E caprichei mais no boquete, passando a língua na base da cabeça do pau e punhetando mais pra baixo.

Não demorou ele espirrou na minha boca, uma quantidade considerável de leite de macho, eu sorvi tudo, e engoli, limpei os lábios e onde tinha espirrado em mim e me levantei.

Foi uma delícia….


Contos de Sexo Relacionados

  • Pornô Gay 11 meses atrás

    Cdzinha dando para o primo tarado

    Foi assim : Primeiro eu chupei o pau lindo dele, durante uns 20 minutos aí ele disse assim que seu continuasse a chupar daquele jeito ia encher minha boca de leite. Tive que parar pra ele me comer, quando eu tirei o...

    LER CONTO
  • Pornô Gay 4 meses atrás

    Virei a garota de meu amigo

    Eu sempre saía com meu amigo mais novo no rolê. Conheci umas garotas até que numa quarta feira ele combinou com duas garota que morava na cidade vizinha da gente. Umas oito horas da noite pegamos minha moto e fomos...

    LER CONTO
  • Pornô Gay 2 anos atrás

    Sexo com um macho avantajado

    Vinha eu do trabalho na madrugada quando me deparei com um cara mijando no poste, parei o carro ao lado e fiquei observando, a rola do cara era grande e grossa, aquela visão me despertou um tesão enorme, pois tinha...

    LER CONTO
  • Pornô Gay 1 ano atrás

    O amigo do papai me comeu

    O conheci em uma festa de comemoração, creio que era de aniversário de algum conhecido de meu pai. Fomos eu, meu pai e minha mãe, lá pelas tantas meu pai me apresentou um amigo dele de longa data, quando ele serviu...

    LER CONTO
  • Pornô Gay 2 anos atrás

    Cuzinho arrombado no ônibus

    Bom o conto que vou contar ocorreu no último final de semana, quando viajava. Era por volta de 19:00 cheguei a rodoviária e fui ao banheiro ver se conseguia algo, dar uma mamada gostosa !!!! Não demorou muito um...

    LER CONTO

Deixe seu comentário