Meti muito na empregada gostosa

0 votes

Nunca fui um homem preconceituoso, sou um apreciador das mulheres…e certo dia chegou em minha casa uma empregada muito gostosa, de pernas grossas, bundão, cinturinha, seios fartos, cabelos cacheados, rosto bem bonito, acho que eu me apaixonei A primeira vista.

Ela era mais velha uns 10 anos, eu estava com vinte e três anos, então ela deveria ter uns trinta e três por aí.

Gostava de ficar a olhando  sem ela me ver, e assim eu ficava observando cada detalhe.

Toda roupa que ela colocava ressaltava suas curvas, e eu ficava babando.

Certo dia ela estava no quarto, era de tarde, ela foi descansar, eu fiquei olhando pela fechadura da porta.

Tirou a roupa e se deitou, nossa, meu pau subiu na hora, latejou…corri pra o banheiro e bati uma bem gostosa!

Não estava mais querendo perder as oportunidades, toda hora que podia estava de olho nela, sempre eu ficava excitado e ia gozar, mas aí quis algo a mais, fui conversar com ela, puxei um assunto:

– Oi, eu queria aprender a lavar minha roupa, acredita que não sei usar a máquina?

Comi a minha empregada safada e gostosa

Ela respondeu:

– Oi, boa tarde. Claro que te ensino, é bem fácil!

E assim começamos a nos comunicar, sempre eu estava querendo aprender algo, ver como ela fazia as coisas, já estávamos amigos.

Teve um dia que meus pais foram uma viagem, iam passar um dia fora, era a oportunidade que eu tinha de ficar mais pertinho dela, aquela mulher estava me deixando louco de tesão!

E assim foi, ficamos só nós dois, fomos fazer nosso almoço, eu a ajudei, e sempre tirando uma lasquinha.

Quando eu ia passar esbarrava nela, passava a mão e batia nos seios, encoxava na bunda, ela também já estava no clima, isso tudo estimulava a libido!

Foi quando ela falou:

– Quantos anos você tem?

Eu:

– Vinte e três!

Aí ela fez uma cara de mais tranquila, e ficou menos nervosa, estava deixando as coisas rolarem…

Até que eu passei a mão na perna dela, ela fingiu que não percebeu, aí fui e passei na bunda, ela ficou parada!

Mas vi que gostou, notei que deu uma mordidinnha nos lábios, já estava excitada!

Daí fui mais fundo, perguntei:

– Posso colocar a mão aqui pra te fazer um carinho especial?

Estava com a mão na Buceta dela, antes que ela falasse se podia ou não eu já estava tocando…

Ela responde:

– Continue…

E aquele voz nervosa, mas de safada!

Fodi a buceta da minha empregada putinha

Continue e claro, com mais emoção, coloquei ela de costas deitada na mesa, já que estamos com a casa só pra gente, vamos aproveitar cada cantinho…abri as pernas dela e tirei a calcinha de lado, com dois dedos fui metendo dentro, ela gemia, queria mais, dava pra ver!

Ela:

– Aiiiiii, que gostoso, mete mais forte!

Eu disse:

– Calma, estamos só começando, você ainda vai sentir muita coisa boa!

Subi a saia dela, uma saia rodada, que dava perto do joelho, coloquei pra cima da bunda, foi quando me deparei com aquele rabo perfeito, bunda grande, durinha, e estava com marquinha de biquíni, eu só queria meter e cacetar bem forte!

Fiz um oral bem feito, chupei bem chupado, a mulher estava babada de tanta excitação, coloquei ela de frente e continuei o oral, mas olhando pra cara dela, fixei o olhar, ela estava olho no olho com o cara que estava chupando sua xota, isso aguçava sua imaginação e a minha também….

Ela gemia e falava:

– Me come logo, eu já estou quase gozando…

Foi aí que introduzi meu pau na buceta dela, primeiro comi ela em pé, levantei a perna dela e foi fundo, depois de costas, e pra terminar com chave de ouro ela mesma colocou as mãos no chão e empinou aquela bunda espetacular, a bucetinha latejando pedindo pra ser fodida de quatro, e foi isso que fiz, arrochei e botei pra quebrar, a safada gritava e pedia mais, segurei nas nádegas e foi vapo vapo frenético, ela gozou gostoso e logo após eu soltei leitinho nas costas dela!

Ah, esqueci de falar, chupei muito os seios dela, era com o pau na buceta e os seios na boca…

Eu estou super satisfeito com a gente, transamos todos os dias no meu quarto, meus pais não percebem, e quando eles saem é pela casa, o dia todo fudendo, acho que meu pai também está de olho nela, já peguei ele olhando quando ela se abaixa e a bunda aparece, tomara que ele fique só na punheta mesmo, imaginando como seria, pois quem está comendo e vai continuar sou eu!


Contos de Sexo Relacionados

  • Fetiche 3 meses atrás

    Namoro de pés e muito tesão

    Bem, é uma história que deverá agradar bem poucos. Pelo menos eu acho que sim, porque não parece ser algo popular, aquele tipo de caso que cai na graça do povo. Mas para mim vale como um filme, como um acontecimento...

    LER CONTO
  • Fetiche 1 ano atrás

    Desejos sexuais antigos

    Olá, sou casado, 45 anos e quero relatar aqui minhas fantasias e desejos Bi. Desde jovem sempre batia punhetas pensando na garotas gostosas que passavam dias na casa de meus pais com minhas irmãs, mas também meu...

    LER CONTO
  • Heterossexual 5 meses atrás

    O Pescador comeu a minha mulher

    Meu nome é Gustavo, trabalho no ramo da panificação sendo proprietário de uma grande padaria em minha cidade. Sou negro corpulento latino americano casado com uma mulher negra e muito gostosa, só em olhar dar...

    LER CONTO
  • Heterossexual 2 anos atrás

    Minha putinha num drive-in

    Eu e minha mulher sempre fomos muito quentes na cama. Já tínhamos feito de tudo em relação a sexo a dois, quando decidimos juntar outras pessoas na cama. Primeiro foram as mulheres, mas essas eu conto depois. Hoje...

    LER CONTO
  • Fetiche 2 anos atrás

    Meu namorado e seus fetiches

    Vivi um relacionamento de muitos anos, parceiro esse que me entreguei a minha virgindade, depois de quase 20 anos de casada, vi que ali já não me cabia mais, acabou se o casamento, enfim estava solteira. Após...

    LER CONTO

Deixe seu comentário