Procura-se homens para sexo a 3

1 vote

Se alguns homens tem fetiche em pegar duas mulheres, eu sempre tive muita vontade de pegar dois homens. Depois de tantas decepções em relacionamentos, decidi ficar um tempo solteira e aproveitar a vida de outra forma. Sempre fui uma namorada fiel e dedicada, mas infelizmente nunca tive a sorte de ter um amor tranquilo. Saí muito ferida do meu último relacionamento, ainda estou em processo de cura e um compromisso mais sério é algo que eu estou correndo no momento. Pelo menos por algum tempo eu quero aproveitar a vida sem comprometimento afetivo, quero extravasar, ter novas histórias para contar.
Resolvi criar um perfil no app de relacionamento, não coloquei minha foto para não me expor desta forma, moro em uma cidade pequena no interior de São Paulo, por aqui todas as pessoas se conhecem e eu não quero gerar burburinhos. Coloquei umas imagens remetendo a sensualidade, com o título “procura-se homens para sexo a 3”. Muitos apareceram dando like, mas eu queria escolher a dedo quais seriam esses dois caras a compartilhar comigo esse meu desejo.
Depois de quase um mês observando a movimentação no meu perfil apenas pelo subtítulo, fui ficando cada vez mais seletiva para poder escolher a dedo quais seriam os felizardos a compartilhar prazer comigo.
Era mais difícil achar um homem disposto a colocar outro na situação, eles sempre acham que terão que se envolver no ato e acabando de manchar a masculinidade frágil. Depois de pensar tanto sobre o assunto e de fato aceitar que eu realmente gostaria de passar por essa experiência, dei o meu primeiro like. Não existia foto minha, então quem estava interessado vinha pelo anúncio e não por saber que eu sou, pois isso não estava sendo exposto.
A curtida foi em um cara mais velho, com 45 anos, já deixei bem claro sobre todas as possibilidades reais e o limite da situação. Criei regras e falei sobre cada uma delas, por mais que essa aventura me deixasse excitada eu não iria a me dispor a aceitar qualquer coisa para a realização do mesmo. Caprichei nos argumentos e fui pontuando quais eram os meus desejos e por mais tentadores e promíscuos que eles pudessem ser, nada que ocorresse entre 4 paredes seria maior do que a discrição do meu nome.
Fiz o check list e fui explicando para João quais seriam as minhas condições. Ele me pareceu muito sério e responsável, foi tirando suas dúvidas comigo sem carregar o fardo de uma falsa perfeição. Ali nascia uma amizade que provavelmente poderia ser uma troca de favores sexuais entre amigos.

Chamadinha de vídeo sexo

Depois de virar a noite conversando sobre o meu fetiche com João , outro rapaz acabou me mandando mensagem, da mesma forma que havia explicado sobre os meus desejos com o primeiro que curtiu a ideia, com o segundo não seria diferente. Decidi marcar uma chamada de vídeo a 3, para que todos nós nos conhecêssemos e pudéssemos tratar tudo isso com liberdade de uma forma leve e gostosa. Eu estava louca para marcar o encontro, só de pensar na ideia de ter dois homens obedecendo aos meus estímulos sexuais já me levava a loucura. Até eu que sou a dona da ideia fiquei um pouco constrangida quando todos ficamos online na ligação. Eu era tão doce,tinha uma feição tão ingênua, ninguém poderia imaginar o que povoava os meus pensamentos, quais as perversões estavam sendo alimentadas por mim naquele momento. Atendi a ligação e ficamos conversando por umas duas horas, falamos de nós, dos nossos gostos, de antigas experiências, foi tudo super tranquilo, eles me deixaram bem a vontade, nosso sexo tinha tudo para ser sucesso. Paulo era o mais velho, barbudo, cabelo curto, corpo muito bonito e desejável, já Kleber tinha a minha idade, era loiro de olhos azuis, sua pele muito branca dava destaque aos seus traços de estilo europeu. Ambos eram homens altos, esses sempre foram os meus preferidos. Durante a chamada de vídeo decidi colocar uma roupa mais provocante, queria ver a reação deles quando me vissem na chamada. Escolhi um vestido curto todo estampadinho, escovei o meu cabelo, passei maquiagem e fiquei observando a forma que ambos me olhavam. Como era tentador estar no controle da situação. Começamos a conversar de forma mais quente e senti de fato em suas expressões o quanto eles estavam excitados com as narrativas sobre o assunto. Dentro de mim eu estava gritando de curiosidade e de tesão, um sentimento dúbio me excitava ainda mais. Marcamos para o próximo final de semana, em um motel bem pertinho que ficaria cômodo para todos nós. Se eu pudesse transmitiria este evento via rede social, mas cada um de nós manteríamos este segredo guardado as sete chaves.
Pronto, agora era só descobrir o que havia dentro de todo esse fetiche que eu escondi por tanto tempo?!

Sexo Surpresa no motel!

Chegamos No motel, pegamos uma bebida e fomos interagir. Kleber já começou metendo um beijo molhado na minha boca, Paulo colocou uma música e começamos a dançar. Naquele momento eu me sentia entregue aquela energia de poder. Para que eles também pudessem se sentir à vontade fui logo abaixando as calças dos dois, pedi que se mantivessem nus o tempo todo e que estivessem atentos aos meus comandos. Nós precisávamos brincar primeiro, fui logo me insinuando, ficando entregue ao momento, pedi para que um chupasse os meus peitos enquanto o outro masturbava minha Buceta já completamente molhada. O cheiro de feromônio estava livre no ar, tudo que eu mais queria era sentir o pau de qualquer um deles sendo esfregue no meu grelinho. Começamos a falar de putaria um com o outro, fui ficando toda arrepiada e com o cuzinho pedindo para ganhar um pau dentro dele. Naquele misto sedutor eu fui logo fazendo um oral bem gostoso no pau de Kleber, enquanto cavalgava no cacete de Paulo. Minha buceta pingava de tanto tesão, meu corpo parecia estar em chamas, o suor percorria todo meu ser enquanto eu me excitava mais e mais. O meu prazer não dava trégua, minha excitação fazia meu corpo todo vibrar.
Abri bem as minhas pernas e pedi a Kleber que comesse o meu cu daquele jeitinho, com força, socando tudo até quase gozar. Eu queria deixá-los malucos mediante a minha performance, enquanto isso João mamava em mim e masturbava minha buceta, todo esse jogo sexual estava me levando a loucura, que delícia estar ali, pronta para ser rasgada pela piroca de dos dois. A cabeça do pau deles já está lotada de porra, eu havia gozado nos dois. Eu queria ver eles gozando, sentindo, amando, depois cada um iria para sua casa, seguir com a vida naturalmente.
O primeiro a gozar em mim foi Kleber, ele tirou o pau e deixou a porra escorrer pela minha cara, enquanto eu ia lambendo o líquido para não desperdiçar uma gota.
Paulo gozou no meu cuzinho e eu só sentia a leitada escorrendo por ele. Entre sorrisos, gozos, beijos, puxões de cabelo e orais, todas essas situações de prazer me faziam sentir uma certa divindade, uma vadia gostosa, semi deusa. Minha experiência havia valido muito a pena e eu estava querendo combinar em um próximo final de semana mais trepadas safadas como aquela. Chupar uma pica, enquanto outro homem fode você é a oitava maravilha do mundo.


Contos de Sexo Relacionados

  • Sexo a três 2 anos atrás

    A bombeira de olho na minha esposa

    Ola, este conto aconteceu no último carnaval. Eu, minha esposa e uma turma fomos curtir o carnaval e que carnaval... Eu tenho 40 anos e minha esposa 30 anos, (Junior* e Luciane*) tenho 1,80m de altura, corpo normal...

    LER CONTO
  • Fetiche 1 ano atrás

    Minha mulher, eu e nosso amante

    Estava a ver uns videos de gajas fazendo massagens na próstata de gajos até eles se virem. É fabuloso, é das coisas que mais me excitam em sexo, seja com gajas ou com gajos, sendo eu a penetrar o cu deles, sejam eles...

    LER CONTO
  • Contos Eróticos 2 anos atrás

    Alargaram meu cuzinho

    Olá, tenho 20 anos, sou crista, discreta, baixinha, bunda grande , seios pequenos, e adoro uma foda casual. Fui num congresso de jovens com meu grupo, lugar lotado quase não tinha aonde sentar, procurei lugar e nada...

    LER CONTO
  • Sexo a três 2 anos atrás

    Minha esposa novinha super safada

    Hoje vou contar á vocês uma historia real que me aconteceu, irei usar nomes fictícios para narrar essa historia. Trata-se do primeiro menage que fiz com minha esposa. Ela é um mulherão, de parar o transito. Tem...

    LER CONTO
  • Suruba 2 anos atrás

    Minha primeira dupla penetração

    Eu tive uma experiência incrível com dupla penetração e vou contar. Eu Tenho 26 anos meço 1,70, peso 65 kg. Tenho peitos enormes, e uma bunda durinha. Me casei aos 20 anos com meu marido. Quando nos casamos ele...

    LER CONTO
  • Pornô 2 anos atrás

    Nosso primeiro beijo triplo

    Confesso que apesar de 7 anos com Alexandre(*) e das diversas alegrias que ele me proporciona diariamente, ele ainda tem a incrível capacidade de me surpreender e tornar tudo ainda mais gostoso, quando penso que não...

    LER CONTO

Deixe seu comentário