Minha sobrinha brincou com meus peitos e me deixou molhadinha

2 votes

Olá, o que eu irei te contar agora foi a experiência sexual mais intensa e surpreendente da minha vida, a vez em que minha sobrinha transou comigo.

Certo minha sobrinha  havia vindo me visitar, ela iria passar uma noite aqui em casa, coisa que não fazia há um bom tempo, ela já havia feito vinte anos, está linda, com olhos castanhos escuros, corpo escultural e um belo par de peitos, relativamente parecida comigo, embora eu admito que senti uma certa inveja com a facilidade que ela tinha para manter aquela beleza.

Naquela noite eu estava precisando de um tempo sozinha, então decidi tirar um tempo para mim mesma, gemia e me revirava em minha cama, uma mão brincava com os meus mamilos e a outra esfregava minha Buceta encharcada através de minha calcinha, sem querer acabei fazendo muito barulho, pois não estava muito acostumada a ter visitas, logo descobriria que eu não era a única com a buceta pingando em casa.

Sobrinha mamou meus peitos e me deixou molhadinha

Eu, já com os mamilos e grelo sensíveis fui tomar banho, lavei me rapidamente, enrolei-me em minha toalha e sai do banho. Enquanto andava pelo corredor de repente senti meus peitos sendo apalpados, me virei fazendo com que minha toalha caísse, e antes de poder reagir minha sobrinha tinha avançado em meus peitos, dando uma chupada forte. Eu deixei e gemi.

Cai no chão, e com o chupão repentino em meus mamilos sensíveis, fui empurrada por ela, que deitou em cima de mim e começou a chupar mais, sem dó nem piedade, só parando para dizer “Titia seus peitos são tão gostosos, eu tenho que chupar mais!”

Então voltou a mamar em minhas tetas ainda mais forte, eu gemia cada vez mais com cada chupão, arqueando as costas, me mantendo submissa enquanto minha sobrinha chupava meus peitos vorazmente, me fazendo balançar a cabeça de um lado para o outro em prazer.

Após por volta de meia hora, ambos meus peitos já lambuzados e minha buceta tão lambuzada quanto, eu estava deitada no chão ofegante tentando me recuperar, mas minha sobrinha não tinha terminado. Ela deslizou para baixo, sua cabeça na frente das minhas pernas abertas, ela diz “Olha como está molhado aqui, vou ter que punir a titia mais um pouco!”

Apenas para começar a lamber minha xota lambuzada, me fazendo gemer extremamente alto, eu balançava meus quadris mas não conseguia escapar da sua língua, eu não podia acreditar, minha sobrinha estava lambendo minha buceta eu então supliquei “Chupa, chupa sua safada” pois estava perto de esguichar, a putinha safada então começou a comer minha buceta ainda mais rápido, prendendo meus quadris para que ela continuasse lambendo, eu então esguichei, o doce suco enchendo sua cara em boca, mas ela não estava satisfeita, continuou explorando minha xota com a língua até eu esguichar mais uma vez.

Desta vez ela tentou pegar o máximo que poderia com a boca, me beijando e me fazendo engolir meu próprio chá de buceta, ela então se levantou e eu fiquei lá, ofegante e desnorteada, eu não tenho visto ela desde então, mas parece que ela está sedenta pelos meus peitos mais uma vez, eu poderia muito bem me acostumar com essa brincadeira deliciosa.


Contos de Sexo Relacionados

Deixe seu comentário