Secretária amante – como tudo começou

2 votes

Meu nome é Flávio(*), não sou um cara feio, mas não sou de se jogar fora. Sou casado, na época tinha uns 23, recém casado, adorava trepar com minha esposa, até hoje , mas depois que casei vi mais que ela em termos de sexo.

Era gerente de uma loja, tinha que cuidar de escritório e vendas, e tinha uma assistente, Helena(*) que ficava muito tempo no computador. Ela morena, 21 anos, também casada, tipo de mulher mais despachada, direta.

Quando tudo começou com a secretária safada

Em certo dia fui até a mesa dela, vi que estava em um tipo de conversa, na época não sabia o que eram salas de bate-papo. Vi que era o site do terra, e que tinha sexo. Sempre fui tarado, desde criança, mas como disse, depois que casei a luz da poligamia se acendeu na minha mente. Perguntei pra ela o que era, ela disse que era um lugar pra conversar.

Na passada de olho vi que não era sobre religião, risos. E a cara que ela fez dizia pra que era. Então entrei no site, fiquei de cara. Essa colega e eu passamos a conversar sobre o quem conhecíamos, até que ela abriu o jogo e disse que já tinha saído com dois caras. Caraca!!! Que safada!!!

Na época não tinha tanto perfil falso, dava pra arrumar umas vadias pra trepar. Até que achei uma de 18, também recém casada, que queria fotos. Meu celular na época tava com a câmera quebrada, então essa amiga ofereceu o dela. Tirei as fotos para a minha amiga virtual e devolvi o celular, sem apagar as fotos. Avisei que não tinha esquecido de apagar quando devolvi o celular. Eis que no dia seguinte me chama no chat do gmail e começa a comentar as fotos minhas no celular dela. Elogiando e tal, disse que tinha gostado do que viu, que confirmava o que ela suspeitava quando estávamos em reunião e reparava no meu pau destacado na calça. Aí já viu, tempo passa, trocando confidências, desejos, fantasias, xingamentos, e mais fotos, agora as dela pra mim.

Papos cada vez mais pesados, então começaram as provocações no mundo real. Blusas mais abertas, roçadas de mão quando ia na mesa pegar algo na mesa, mais fotos, se abaixando de saia quando ia na minha sala e algo caia no chão. Masturbações e sexo com marido pensando em mim, e o mesmo eu com ela.

Uma vez a vadia foi no banheiro e quando voltou passou pela minha sala, parou e disse: “olha o que te quer”, bem cara de safada, e levantou a saia, estava sem nada!!!. Pulei da cadeira pra agarrar, e de repente escuto meu nome alto, alguém me chamando no estoque. PQP!!! Quando voltei pra minha mesa xinguei ela demais por me provocar daquele jeito. Aí ela disse: Ainda estou sem, tem um presente pra vc lá no banheiro, embaixo da pia. Lá estava, a calcinha da cadela. Essa puta sabe provocar!!! Bati uma punheta deliciosa cheirando a calcinha da vadia.

E assim começou uma bela história de trepadas, que detalharei em outros contos…

(*) Nome fictício.

  • conto 8 meses atrás
  • Categorias: Novinhas

Contos de Sexo Relacionados

  • Novinhas 9 meses atrás

    Matando a vontade de um vovô

    Olá, meu nome é Mariana(*), me chamam de Mah, sou enfermeira a 1 ano e faço trabalho voluntário em um abrigo de idosos da cidade. Certo dia estava em casa de folga quando decidi visitar os meus velhinhos. Chegando...

    LER CONTO
  • Novinhas 8 meses atrás

    Fui fudida pelo empregado do meu pai

    Me chamo Lorena(*), tenho 20 anos, morena de cabelos longos, 1,55 cintura fininha e bumbum farto. O Erivaldo(*) trabalha a muitos anos em minha casa, ele presta todo tipo de serviço, moro no interior e temos uma...

    LER CONTO
  • Contos Eróticos 10 meses atrás

    Transando com o cobrador da van

    Na época em que aconteceu esse episódio eu tinha 23 anos. Tinha uma balada bem conhecida na minha cidade, eu amava aquele lugar, não sou de beber até sair do controle e nem saia pra pegar ninguém, eu gostava mesmo...

    LER CONTO
  • Virgens 10 meses atrás

    Primeira vez que transei

    Na época eu tinha os meus 18 anos. Havia um vizinho da mesma idade que eu sempre achei muito lindo (moreno, alto, lábios carnudos), e quem tomou a iniciativa da conversa fui eu. Passamos 4 meses só nos beijos, às...

    LER CONTO
  • Novinhas 5 meses atrás

    O dia que eu transei com meu professor

    Olá! Tenho 22 anos e faço faculdade de direito, tenho uma bunda grande e peitos normais. Meu professor, 45 anos, negro com um físico muito bonito. Eu já tinha percebido que nas aulas ele ficava me olhado diferente...

    LER CONTO
  • Novinhas 11 meses atrás

    Traindo a esposa com a novinha

    Sou casado e moro na cidade. Os pais da minha esposa são separados  e meu sogro mora no interior e casou de novo. A mulher dele tem uma filha Marina (*), 18 anos baixinha, seios fartos, corpo bem definido toda...

    LER CONTO

Deixe seu comentário

error: Content is protected !!