Fodi a novinha dentro do mar com os outros em volta

0 votes

Olá

Estava numa praia do sul em fevereiro e resolvi entrar no mar. A água estava gostosa e fui um pouco mais no fundo, pois quase não tinha ondas, só uma marola.

Haviam várias pessoas na água, inclusive três amigas por volta de 18, no máximo 20 anos. As três lindinhas, duas loiras e uma morena.

Elas chegaram perto e uma delas perdeu o equilíbrio… Eu segurei e ela sorriu. Era baixinha e a água dava perto do seu pescoço. Ficaram ali conversando e entrei na conversa. Falávamos da cidade e de como o lugar era bonito, a praia gostosa, coisas assim. Até que uma das loirinhas falou que a única coisa que faltava era beijar na boca, pois estavam lá a dois dias e nada.

Eu mais que prontamente falei que estava a disposição. Demos risada e continuamos conversando, até que resolvemos sair e beber cerveja. Bebemos e conversamos mais um tempo e fiz questão de ficar de pernas abertas. Elas olhavam de vez em quando pro meu pau e se olhavam sorrindo.

Comendo a novinha no mar

Depois de umas cervejas falei que ia entrar no mar e uma das garotas falou que ia junto. As outras duas ficaram no guarda-sol.

Fomos até o mesmo ponto e ela já estava com a água quase no pescoço. Ela tinha cerca de 1,55m, loirinha, peitinhos pequenos e bunda média. Um fio dental bem socado e pequenino. Os olhos verdes deixavam ela ainda mais tesudinha.

Elogiei ela bastante, ela somente sorria. Até que perguntei se era verdade que não tinham beijado ninguém. Ela confirmou. Então cheguei perto e me arrisquei. Ela não ofereceu resistência e nos beijamos. Sentia os biquinhos dos seios durinhos e meu pau levantou na hora.

Puxei ela e meu pau batia na altura do umbigo dela. Continuamos nos beijando e eu esfregava o pau na barriga dela, que nada fazia, só me beijava.

Arrisquei mais e comecei a passar a mão pelo corpo dela até chegar na bundinha que engolia o fio dental. Ela continuou apenas me beijando e logo eu estava enfiando os dedos pelo lado do biquíni. Ela ficou ofegante e gemia, me beijando forte.

A Buceta era inchada e os lábios grossos. Enfiei um dedo e senti como era apertada a garota.

Peguei ela pela bunda e ergui, fazendo ficar com as pernas em volta de mim. Para as pessoas em volta, estávamos apenas nos beijando, pois a água era bem azul escura e não se via nada.

Ela ficou sentada em cima do meu pau, deitada no meu ombro, como se tomasse sol. Continuei segurando ela com uma das mãos e com a outra tirei o pau da sunga. Ela ficou sentada sobre ele como numa cadeirinha e me olhou com surpresa quando fiz isso, mas não fez mais nada e voltou a deitar no meu ombro.

Começamos a nos beijar de novo e afastei o biquíni dela, mas as pessoas em volta conversavam e nem viam, com exceção de um rapaz, que acho que estava tocando punheta há uns dez metros de nós, mas nem dei bola, pois ela estava de costas para ele.

Agora ela deslizava em cima do meu pau e sentia os lábios da buceta abrirem. Ela ia com a buceta até perto da cabeça e quando eu achava que ia encaixar, deslizava de novo.

Até que numa dessas deslizadas puxei o quadril um pouco para trás e o pau encaixou na entrada da buceta. Como ela era apertada, a cabeça do pau ficou forçando a entrada, mas não empurrei. Deixei ela decidir. Ela me beijou mais um pouco e começou a forçar, deixando o pau entrar. Que bucetinha apertada!

Quando a cabeça passou ela empurrou de uma vez só e se enterrou no pau, me cravando as unhas nas costas.

Fiquei apenas segurando e deixei que ela trabalhasse. Ela mexia os quadris devagar, mordendo e saboreando minha pica.

Eu segurava sua bunda e deixava ela rebolar.

Nisso ficaram só umas três pessoas a nossa volta. Ela olhou e acho que ganhou confiança e resolveu esquecer do resto. Começou a usar as pernas presas em volta de mim para subir e descer forte no pau. Mordia meu ombro para não gemer e socava sem dó. Até que falou com voz baixa e entrecortada no meu ouvido. Vou gozar no teu pau filho da puta. Acelerou e jogou a cabeça para trás. Lindo ver aquela loirinha gozando. Quando ela parou falei. Agora sou eu. Peguei a bunda dela e puxava forte contra mim. Ai as pessoas perceberam e acabou a conversa. Os três olhavam ela gemer e eu também até que enchi a buceta dela de porra e ela gozou de novo forte no meu pau.

Ficamos abraçados com ela espetada no pau uns minutos e ai resolvemos voltar para praia. As amigas dela sorriam e ao chegar ela tomou a cerveja e falou: que praia deliciosa essa.

Fiquei mais um tempo com elas, trocamos telefones e fui embora, com o pau satisfeito numa putinha novinha.

Contos de Sexo Relacionados

  • Novinhas 8 meses atrás

    O dia que eu transei com meu professor

    Olá! Tenho 22 anos e faço faculdade de direito, tenho uma bunda grande e peitos normais. Meu professor, 45 anos, negro com um físico muito bonito. Eu já tinha percebido que nas aulas ele ficava me olhado diferente...

    LER CONTO
  • Traição 8 meses atrás

    Dei gostoso pro meu farmacêutico

    Bom dia!  Sou uma coroa bem conservada, sou loira, 1,62cm, 60 kg e uma bunda bem avantajada. Sou casada e meu marido e louco no meu bundão. Bom vamos ao que interessa... como disse sou casada há dez anos e meu...

    LER CONTO
  • Traição 5 meses atrás

    Trai a namorada com a sogra gostosa

    Olá pessoal, este conto que vou falar é um dos sexos mais gostoso que fiz. Na época tinha 24 anos e namorava minha gata e que tinha a mãe mais gostosa que conheci. Morena clara de 1,76 de altura, corpo desenhado de...

    LER CONTO
  • Contos Eróticos 10 meses atrás

    Dei a buceta para o novinho

    Sou Cecilia(*), tenho 40 anos, casada há dez anos e dois filhos. Há três anos eu e meu marido começamos a experimentar o mundo liberal. Já estivemos em casa de swing, mas apenas como observadores, e por fim, após o...

    LER CONTO
  • Buceta 1 ano atrás

    Arregaçando a buceta da minha putinha

    Hoje, acordei com meu pau latejando de vontade e logo veio à mente aproximando ele da sua boca. Seus lábios molhados, sua língua quente, sua boca aberta já sabendo o que estava por vir, segurei até ter certeza de...

    LER CONTO
  • Buceta 4 meses atrás

    Transei com a garota que conheci

    E aí, tudo bom? Vou tentar ser não cansativo e fazer com que use sua imaginação. Tenho 18 anos, sou magrinho, não sei o quê que tenho de tão atraente. Conheci uma garota,  uma negra linda, cabelo cacheado,...

    LER CONTO
  • Buceta 11 meses atrás

    Bucetinha molhada de curiosidade do swing

    Olá, me chamo Luna(*) e tenho 40 deliciosos anos, meu marido se chama Vitor(*) e tem 45. Quando eu o conheci, era uma mulher com poucas experiências sexuais. Namorei com alguns homens, mas não sentia muito desejo...

    LER CONTO

Deixe seu comentário

error: Content is protected !!