Sou Pau Amigo da gostosa da vizinha

0 votes

Sou um cara casado e tenho uma vizinha muito gostosa, ele é uma mulher muito atraente, eu fico babando quando a vejo, não quero tomar liberdade, afinal não sei se ela estava afim também, mas certo dia quando ela chegava ela me chamou, disse:

– Você é o vizinho que eu mais me identifico, vejo no seu jeito que é um homem de verdade, sua mulher tem muita sorte, queria eu uma sorte dessa!

Adoro foder minha vizinha putinha

Do nada ela disse isso, mas eu não poderia perder essa oportunidade, então respondi:

– Obrigado pelos elogios, posso falar a mesma coisa de você, não te conheço mais fundo, mas pelo que vejo você é uma pessoa extraordinária, gostaria muito de conhecê-la mais!

Ela me olhou rindo, safada, já sabia o que procurava ali, ela disse:

– Não vou negar, me sinto só, sem amigos pra desabafar, todo mundo tem que ter alguém, né? Você seria uma pessoa perfeita, mas é casado e sua esposa não iria gostar, que pena!

Eu ligeiramente disse:

– Ela não precisa saber dessa nossa amizade, se esse é o problema, fico sozinho quase toda noite, e nesse tempo podemos conversar, o que acha?

Ela se fez de besta e disse que tinha gostado da ideia, combinamos o dia e a hora que eu iria lá, e justamente naquele dia eu fiquei só, Minha esposa tinha ido trabalhar, só voltava mais tarde, então foi meu primeiro dia de “amigo” da minha vizinha, aquela gostosa do rabão!

Entrei na casa dela pelos fundos, fui recebido com ela de camisola, era uma bem curtinha, fininha, a cor era preta, minha cor favorita, e nela ficou o corpo todo desenhado, eu só queria tirar aquela camisola. Ela me deu dois beijos no rosto e subimos pra o quarto dela, na subida das escadas ela ia na frente, sabia como fazer a parada, ia subindo e mostrando o rabo pra mim, eu já estava com muito tesão, comecei a pegar no meu pau, olhando aquela visão perfeita, e detalhe, ela estava sem calcinha!

Quando chegamos no quarto ela abriu o jogo, disse:

– Bom, vou falar a verdade, já que estamos aqui, chegamos onde chegamos, o que eu estou realmente precisando é de um P.A um pau amigo pras horas apertadas, sou uma mulher fogosa, terminei uma namoro a pouco tempo, estou sentindo falta do sexo, quero gozar, e não gosto de pegar qualquer um, tem que já ter um clima, e sabemos que entre nós esse clima existe e faz tempo, não é mesmo?

Aí eu vi que ela já tinha me manjado, sabia o que rolava, eu besta sem ver o óbvio, mas que legal que ela queria transar sem compromisso, acho isso muito mais gostoso, a brincadeira fica boa sempre!

Eu disse:

– Eu estou disponível pra você, basta eu estar só em casa que venho e como você todinha, chupo sua Buceta, chupo seu cu, como seu cu, você é quem vai mandar, sou seu brinquedinho sexual!

Nessa hora ela me chamou com o dedo, abriu as pernas e me mostrou onde era pra eu começar comendo, antes mesmo de rolar nosso primeiro beijo já beijei a bucetinha dela, tão gostosinha, saboreei o meu prato principal, mas não comi, depois fui pra os peitos, mamei bastante enquanto metia os dedos na buceta, e aí finalmente pude beijar aquela boca carnuda, por onde saia tanta putaria, eu não desperdicei aquele momento, como a buceta já tava molhada e calibrada, na hora do beijo eu meti foi com tudo comi a safada enquanto beijava sua boca, e ela gemia ofegante e dizia:

– Vamos foder muito ainda, meu pai amigo gotoso, mete mais, me come com força!

Minha vizinha me chama para comer sua buceta

Ela falava e eu me empolgava mais, sei que fodemos até faltar meia hora pra minha esposa chegar, tomamos banho juntos, aproveitando mais e nos despedimos com um beijo, já marcamos o do outro dia, vamos transar mais ainda!

Eu estou no paraíso, tô comendo duas mulheres lindíssimas, gostosas, eu não troco minha mulher por nenhuma outra e agora não largo minha amante, sou um homem completo e fiel a minhas mulheres que me dão muitos orgasmos múltiplos!


Contos de Sexo Relacionados

Deixe seu comentário