Dei para dois na balada

0 votes

Esse é meu primeiro conto aqui então irei me apresentar…  tenho 23 anos, olhos e cabelos castanho escuros, magro, bem gostosinho e com uma bundinha toda lisinha. Meu pau tem 19cm, o que causa muito interesse nos ativos, eles adoram um passivo dotado hehe.

Eu saí de um relacionamento de mais de dois anos e depois de 3 meses decidi ir a uma balada aqui na minha cidade. Estava um pouco receoso, pois mesmo depois de superado era a primeira vez que iria dançar, beber e talvez ficar com algum cara.

Caprichei na roupa, coloquei uma calça que realça minha bundinha e eu estava muito gato aquele dia. Cheguei na festa, peguei uma bebida e encontrei meus amigos onde começamos a dançar feito loucos porque adoramos dançar.

Conforme a festa foi rolando e eu super animado, um cara muito gato chegou em mim. Sério ele era um gato, alto 1.80 de altura, 27 anos, loiro de olhos verdes e pela altura devia ser bem dotado (pq todo cara que eu transei quando era alto tinha o pau grande). Foi chegando, falou algumas coisas no meu ouvido, super educado o moço e então ele me perguntou se eu queria ficar com ele e eu disse que sim, nos beijamos e ele me pegou com vontade parecia que ele estava na seca, ou, que o cara sabia o que tava fazendo haha.

Conforme foi ficando mais intenso, eu senti um volume em sua calça, dei um jeito de passar a mão claro. Então ele disse:

– Sabe o que eu queria fazer agora?
– Humm, o que? perguntei.
– Te pegar pela cintura e te comer todinho. Disse ele.

Na hora eu já fiquei excitado pq ele me olhava com uma cara de que iria me comer ali mesmo, então comentei:

– Eu tenho muito interesse, risos.

Então ele sugeriu:
– O que acha da gente fazer algo diferente, tipo ir ao banheiro e…ele sorriu.
– E o que? qual a proposta hehe? perguntei.
– Ah sei lá, talvez eu possa colocar meu pau pra fora e se tu quiser, pode cair de boca.

Nossa, eu fiquei muuito afim porque eu adoro transar em lugares públicos e na hora eu o puxei para o banheiro. Tem vários banheiros nessa balada e tem um onde tu pode dividir com alguém, pq é reservado com um vaso sanitário e um mictório.

Dando o cu no banheiro da balada

Chegamos, entramos e tinha um outro cara lá , por sinal muito gato e todo sarado. Ele tinha 30 anos, negro, 1.78 de altura, sarado e estava vestindo uma camisa que deixava os braços fortes bem evidentes. Achei estranho que quando entramos, os dois trocaram sorrisinhos safados como se haviam combinado algo.

O que eu estava ficando me puxou para dentro mas não trancou a porta, foi logo colocando aquele pau pra fora, era 22cm de muito pau gostoso e grosso, eu nem pensei fui logo engolindo ele todinho. Nossa que pau gostoso, eu estava chupando com vontade e fazendo ele delirar de tesão quando o outro entrou e foi quando descobri que ambos se conheciam e eram amigos, planejaram logo que me viram que iriam me comer haha… safados!

Ele então também colocou seu pau pra fora e tinha uns 20cm não tão grosso quanto o do ficante, mas eram dois paus maravilhosos. Fiquei um tempo revezando entro um pau e outro, um tirou camisinhas do bolso e foi colocando naquele cacete que eu tanto queria no meu cuzinho, abaixou minha calça e lambeu meu cu como um bom ativo deve fazer e ele sabia como.

– Quer ficar todo arrombadinho, quer? Perguntou ele.
– É o que eu mais quero, mete esse pau no meu cuzinho vai. Eu pedi quase implorando.

Estava com o pau do outro na garganta quando ele meteu seu cacete todo de uma vez e quase engasguei nossa que delícia, meu pau tava muito duro.
– Gosta de ser comido por um bom macho, gosta? falou um deles.
– Ahaammm, muito, mete esse pau gostoso vai. Eu disse.

Ele meteu muito forte, me comeu durante uns 10 minutos quando ele gozou dentro do meu cuzinho, que homem maravilhoso. Então era a vez do outro, ele sentou na privada e eu cavalguei naquele pau, enquanto amigo me dava mamadeira, ele mal tinha gozado e já estava me dando aquela pica pra chupar.

– Hoje tu vai ficar todo abertinho safado, queria dar pra dois então rebola vai, safado gostoso rebola no meu cacete.  Falou gemendo comigo rebolando naquele pau.

Ele me comeu de 4, me colocou contra parede, teve uma hora que pôs de frango assado na pia e meteu até o talo, meu cuzinho tava ardido já mas eu estava adorando. Quando disse que ia gozar, o ficante queria também então eu ajoelhei e ganhei muita porra na boquinha, eu como não sou bobo bebi todo aquele leite que ganhei.

– Caralho, esse teu cuzinho é bom demais, com certeza vou querer mais vezes. Disse o outro com voz ofegante.

Ficamos mais de 30 minutos no banheiro e sorte que ninguém foi lá, pelo jeito eu estava merecendo isso porque depois de um relacionamento onde meu ex não queria transar eu ganhei dois gatos dotados que me comeram muito bem.

Nos arrumamos e voltamos pra pista, eu fingi como se nada tivesse acontecido. Com as pernas um pouco trêmulas peguei uma bebida e voltei a dançar com meus amigos. No final da festa meu ficante veio ao meu encontro e me beijou, foi super carinhoso (esse é o meu tipo de cara, carinhoso mas na cama me faz de putinha e me pega de jeito), perguntou se eu não queria dormir na casa dele e é óbvio que eu aceitei.


Contos de Sexo Relacionados

  • Pornô Gay 2 anos atrás

    Caminhada do leitinho

    Foi tudo tão rápido… Eu estava passeando com o meu cachorro pelo parque, era a primeira vez que eu de fato estava passeando naquele parque com o meu cachorrinho, eu já havia caminhado por ali algumas vezes, mas...

    LER CONTO
  • Pornô Gay 2 anos atrás

    Escapada com o novinho do Grindr

    Sou Renato(*), 35 anos, 1.80m, 95 kg, parrudo, cabeça raspada na navalha, barba comprida, pica de 16cm bem grossa. Professor de uma cidade pequena no interior, casado com 2 filhos, mas sempre curti dar uma escapada com...

    LER CONTO
  • Pornô Gay 4 meses atrás

    Virei a garota de meu amigo

    Eu sempre saía com meu amigo mais novo no rolê. Conheci umas garotas até que numa quarta feira ele combinou com duas garota que morava na cidade vizinha da gente. Umas oito horas da noite pegamos minha moto e fomos...

    LER CONTO
  • Pornô Gay 2 anos atrás

    Comendo o viadinho atrás do curral

    Meu nome é Nadson(*), moro na capital, mas até 20 anos morava no interior. Sou heterossexual, mas de vez em quando acabo comendo o viadinho que me der bola, sempre com sigilo e segurança. Sou casado, mas minha...

    LER CONTO
  • Pornô Gay 1 ano atrás

    Chupando Pau do meu amigo gay

    Anos atrás eu e meu maior amigo começamos a sentir um clima entre nós. Ele era casado, mas a mulher não chupava o seu pau. Eu e ele, antes, já tínhamos feito uma suruba com a minha namorada -nós dois comemos...

    LER CONTO
  • Pornô Gay 6 meses atrás

    Tesão Incontrolável pelo garoto

    Olá... tenho 45 anos e sempre fui heterossexual, até que conheci uma rapaz, ele trabalha como técnico de internet e veio concertar a minha internet. Era uma sexta feira, pela manha e ele chegou, estava com uma...

    LER CONTO
  • Pornô Gay 1 ano atrás

    O amigo do papai me comeu

    O conheci em uma festa de comemoração, creio que era de aniversário de algum conhecido de meu pai. Fomos eu, meu pai e minha mãe, lá pelas tantas meu pai me apresentou um amigo dele de longa data, quando ele serviu...

    LER CONTO

Deixe seu comentário